Fundos para equipamentos do bloco operatório e ressonância magnética no HDS aprovados

A candidatura a fundos comunitários para a “Inovação e diferenciação tecnológica do Hospital Distrital de Santarém, EPE” foi recentemente aprovada, anunciou esta sexta-feira, 7 de Junho, o Hospital Distrital de Santarém (HDS) em comunicado.

Os fundos pedidos, num montante global de três milhões e duzentos mil euros, contemplam a aquisição de uma Ressonância Magnética e os equipamentos para o Bloco Central, Bloco de Partos e Cirurgia de Ambulatório.

Segundo a unidade hospitalar, este equipamentos vão permitir ao HDS “tratar os seus utentes com maior qualidade e segurança e dispor de um dos melhores meios de diagnóstico”.

Esta medida tem ainda a vantagem de evitar deslocações ao utentes para fora do hospital.

Recentemente, o HDS comunicou que vai deixar de utilizar e encaminhar utentes para a Unidade de Torres Novas do Centro Hospitalar do Médio Tejo.

Na altura a Unidade Hospitalar justificou a decisão com “a previsibilidade de ter o seu Bloco Operatório Central em funcionamento em Outubro próximo”.

O HDS operou, durante dois anos, em Torres Novas, 1304 doentes residentes de Santarém, Cartaxo, Rio Maior, Salvaterra de Magos, Almeirim, Coruche e Alpiarça.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS