Gastronomia: A partir de hoje são 10 dias para “descobrir Santarém enquanto prova Portugal”

Santarém celebra Gastronomia com estrelas Michelin

A 38ª edição mais antigo festival gastronómico de Portugal arranca hoje, sexta-feira, trazendo à Casa do Campino o melhor da tradição gastronómica nacional e banquetes desenvolvidos por três chefes distinguidos com Estrela Michelin, Vítor Matos, Tiago Bonito e Joachim Koerper, sob a coordenação da “revelação ribatejana” Rodrigo Castelo.

Entre 26 de Outubro e 4 de Novembro, o Festival Nacional de Gastronomia (FNG) vai voltar a celebrar Portugal à mesa e, este ano, dedica a sua programação ao tema do azeite.

“A Gastronomia, como é carinhosamente reconhecido o nosso festival, o maior e mais antigo do país, enaltece o património gastronómico português e, este ano, queremos evidenciar um alimento tão típico, transversal e tão português, como o azeite, e evidenciá-lo também nas criações dos nossos chefes Michelin. Queremos que, ano após ano, os nossos visitantes sejam conquistados e surpreendidos, além do sabor, pelos aromas, texturas e apresentação”, revela Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém.

O autarca afirma que a transformação e “modernização” do FNG, nomeadamente na redução do número de dias do evento e, a prazo, com a organização a passar na totalidade para uma empresa externa ao município, se insere nessa estratégia, que terá um momento alto de divulgação na próxima edição da Bolsa de Turismo de Lisboa, onde Santarém estará “com uma imagem muito forte” e uma “comunicação nova”.

Entre as transformações do festival contam-se a realização de quatro banquetes com os chefes distinguidos com Estrela Michelin – Tiago Bonito (26 Outubro), Vítor Matos (dia 27) e Joachim Koerper (02 Novembro) – e ainda pela “revelação ribatejana Rodrigo Castelo”.

Declarando-se “muito lisonjeado e orgulhoso com o convite” que lhe foi feito, Rodrigo Castelo revelou que o banquete que vai servir na noite de 03 de Novembro “esgotou em três dias, sinal de que a gastronomia de Santarém é reconhecida”.

O chefe da Taberna Ó Balcão inspirou-se na gastronomia dos 21 concelhos do distrito de Santarém, que vai dar a provar em 21 míni ‘snacks’ servidos num ‘puzzle’ de madeira, colocados em cima do espaço que representa o respectivo concelho, culminando em Santarém, com um prato criado para oferecer ao município, “coração de touro bravo em vinho tinto, um coração escalabitano”, declarou.

Rodrigo Castelo estará ainda no júri que vai avaliar os melhores pratos inspirados em azeite numa competição entre os antigos vencedores do concurso nacional “Jovem Talento de Gastronomia”, que, no dia 31, atribuirá o prémio “Modernidade e Tradição”, decorrendo, dois dias antes, a entrega dos prémios “Great Taste Awards Portugal”.

Nos 12 restaurantes presentes no evento serão dadas a provar “especialidades de norte a sul do país e das ilhas dos Açores e da Madeira” e nas tasquinhas típicas os produtos regionais, vinhos e doçarias.

Do programa vão também constar momentos formativos, com aulas de cozinha, demonstrações de cozinha ao vivo, conversas sobre vinho e provas harmonizadas. No âmbito do tema deste ano juntam-se ao Festival os municípios produtores de azeite de Mirandela, Moura, Marvão e Castelo Branco e ainda a Região dos Açores, que vão apresentar-se em dias distintos, com uma programação própria, na qual estão garantidas degustações gastronómicas que ensinam a descobrir e a apreciar o azeite.Com programação própria, os municípios produtores de azeite Mirandela, Moura, Marvão e Castelo Branco e ainda a Região dos Açores vão apresentar-se, em dias distintos, oferecendo degustações gastronómicas para “descobrir e apreciar o azeite”.

O Festival de Gastronomia de Santarém vai ainda acolher a cerimónia de entrega dos Prémios Great Taste Awards Portugal, a 29 de Outubro, e atribuir o primeiro prémio Modernidade e Tradição, a 31 de Outubro, em que antigos vencedores do Concurso Nacional Jovem Talento de Gastronomia competem entre si com um prato inspirado em azeite. Também a 1 de Novembro vai ser apresentada a Carta Gastronómica do Ribatejo, um documento com 557 receitas recolhidas pela Confraria Gastronómica do Ribatejo, em entrevista a 180 pessoas, na sua maioria idosas, como forma de preservar o património gastronómico da região.

São, portanto, dez dias para descobrir Santarém e a Casa do Campino, enquanto prova Portugal, das 13h às 2h. A entrada no evento é livre até às 17h dos dias 29, 30 e 31 de Outubro e 2 de Novembro, e nos restantes dias e horários tem um custo de 2 euros, que permite o acesso a todas as áreas e actividades do festival, com a excepção dos banquetes.

Em complemento, e para que os visitantes possam descobrir a cidade, o Festival proporciona cinco visitas guiadas gratuitas. A 27 de Outubro, às 10:00, dedicada ao “Azulejo”, às 15:30 do mesmo dia, com repetição a 31 de Outubro e a 2 de Novembro tem lugar a “Visita 360º” e no dia 30 de Outubro, às 10:00, o convite é “Fora de Portas”.

O festival é este ano organizado pela empresa municipal Viver Santarém, com produção da Essência do Vinho e parceria da Câmara Municipal de Santarém e da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

info, ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS