Governo vai prolongar o estado de alerta face às condições meteorológicas

O ministro da Administração Interna disse essta quarta-feira, 29 de Maio, que o Governo vai prolongar o estado de alerta face às actuais indicações meteorológicas, reforçou o apelo à prevenção e destacou que o país conta com “o maior dispositivo” de sempre.

“Amanhã daremos nota durante quanto tempo mais e relativamente a que distritos do país é que o estado de alerta será prolongado, mas essa certeza, face às indicações meteorológicas hoje disponíveis, pode já ser dada”, afirmou Eduardo Cabrita, que falava à margem da comemoração do Dia do Guarda Florestal, em Vila Real.

O governante referiu que os ministérios da Administração Interna e da Agricultura declararam, na semana passada, o estado de alerta até quinta-feira e acrescentou que se está a avaliar “o prolongamento desse estado de alerta, que certamente irá acontecer”.

PUBLICIDADE

Questionado sobre as previsões para um verão de temperaturas muito elevadas, Eduardo Cabrita afirmou que “o sistema está preparado” mas lembrou que a responsabilidade “é de todos”.

“Estamos preparados fundamentalmente pelo muito que foi feito na prevenção, a limpeza da floresta é essencial e apelo a todos que concluam esses trabalhos nos próximos dias”, frisou.

O governante lembrou que, “dentro de poucos dias”, 16 aviões estarão a reforçar o dispositivo de combate a incêndios, depois do ministro da Defesa ter decidido, na segunda-feira, autorizar o ajuste directo destes meios aéreos adicionais.

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) previa para esta altura do ano 38 meios aéreos disponíveis, mas só 21 estão operacionais, incluindo um helicóptero da Força Aérea que será activado em caso de necessidade para coordenação aérea.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS