Há 19 anos que o Galo é pretexto para juntar amigos à mesa na Raposa

O ‘Dia de Galo’ é uma tradição da freguesia da Raposa, retomada há 19 anos por um grupo de amigos que criou o grupo ‘Amigos do Galo’.

A iniciativa, um almoço anual à volta de dois pratos confeccionados com galo, o galo no forno a lenha e o galo com espaguete e grão, pretende recordar uma tradição antiga desta localidade, em que a população percorria as capoeiras da aldeia para encontrar o galo mais vistoso, que era depois cozinhado pelos populares.

Cristina Casimiro, presidente da Junta de Freguesia da Raposa, que apoia a iniciativa, tem acompanhado este evento, falou ao Correio do Ribatejo sobre o trabalho realizado pelo grupo, que começa muito antes do almoço propriamente dito.

Para a presidente, são iniciativas como esta que permitem divulgar e salvaguardar as tradições gastronómicas e o património da freguesia e da região. Esta tradição de muitas gerações foi assim retomada após algum trabalho de investigação e adaptada aos dias de hoje, “gozando de uma vitalidade fantástica”, segundo afirma, sendo prova disso esta que já é a 19ª edição do ‘Dia de Galo’.

Esse trabalho de investigação contou com o apoio da Confraria Gastronómica de Almeirim, que tem acompanhado ao longo dos tempos esta iniciativa, como explicou ao Jornal Rui Figueiredo, presidente dessa confraria, explicando que um dos objectivos da sua confraria é este apoio na salvaguarda das tradições gastronómica do território onde actua.

Igual visão tem Pedro Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Almeirim, que considera esta que começou como uma “brincadeira de um grupo de amigos”, uma importante mostra da gastronomia do concelho, bastante conhecido pela Sopa da Pedra, mas que em cada freguesia tem as suas tradições, que vão além desse prato, sendo o galo o exemplo na Raposa. Hoje considera a iniciativa já muito mais abrangente, trazendo pessoas de fora da localidade, tendo sido bastante divulgada como forma de promover a gastronomia mais tradicional, que nem sempre é conhecida e é de grande qualidade, como atestou.

Pedro Ribeiro relembra que cada freguesia do concelho de Almeirim tem as suas especificidades na gastronomia e o trabalho que a autarquia desenvolve em conjunto com as freguesias e com o apoio da confraria gastronómica vai no sentido de divulgar essa especificidade de cada local, sendo estas iniciativas muito importantes pois permitem dar a conhecer as tradições gastronómicas de cada freguesia.

O que começou por ser uma brincadeira de “meia dúzia de amigos”, já dura há 19 anos, tendo no galo e nesta tradição um pretexto para juntar à mesa cerca de 80 amigos, como nos explicou “Xico Carteiro”, membro fundador deste grupo e um dos cozinheiros.

info, , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS