Um homem de 53 anos foi detido pelo crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência, cometido num centro de acolhimento de jovens na zona de Abrantes, divulgou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ explicou que o Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Leiria, em cumprimento de mandado de detenção emitido pelo DIAP de Abrantes, deteve um homem “fortemente indiciado pelo crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência”.

À Lusa, o diretor do DIC de Leiria da PJ, Avelino Lima, indicou que o suspeito se encontrava esta manhã a ser ouvido em tribunal em primeiro interrogatório judicial, prevendo-se ainda para hoje o anúncio das medidas de coação.

De acordo com o responsável, os crimes foram cometidos a um jovem do sexo masculino, portador de deficiências profundas, escusando-se a adiantar mais pormenores.

Em comunicado, a PJ refere que os factos “ocorreram em data não concretamente apurada, com início em final do ano de 2019 e perduraram até ao verão de 2022”.

A denúncia do crime partiu dos responsáveis do referido centro de acolhimento, no seguimento de processo disciplinar interno, “cujas conclusões e suspeitas foram comunicadas à PJ, que procedeu a diligências subsequentes, identificando o autor e recolhendo prova que o indiciava fortemente da autoria dos factos denunciados”.

De acordo com a PJ, o suspeito, que desempenhou funções no centro de acolhimento, em regime de voluntariado, “tinha acesso aos menores, bem como às zonas privadas como quartos e casas de banho da instituição, tirando partido dessa situação para perpetrar os factos em investigação”.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.