Incêndio rural consumiu 97,5 hectares em Arrouquelas e Manique do Intendente

Fogo deflagrou às 14h20 e foi extinto pelas 23h50

No passado sábado, dia 04 de Agosto de 2018, os Concelhos de Azambuja e Rio Maior foram afectados por incêndio rural, durante a tarde e o início da noite.

O fogo deflagrou na área do Município de Rio Maior, mais concretamente na Quinta do Brinçal – Freguesia de Arrouquelas, por volta das 14h20, e, na sua progressão, acabou por evoluir para a União de Freguesias de Manique do Intendente, Vila Nova de S. Pedro e Maçussa, já pertencente a Azambuja. As chamas consumiram zonas de mato, de pousio e de alguma floresta (pinhal e eucaliptal) e aproveitaram as condições meteorológicas muito favoráveis ao avanço do fogo. A situação só não tomou proporções mais preocupantes graças à eficácia do combate efectuado pelos bombeiros, bem como à coordenação, e ainda ao facto de muitos terrenos se apresentarem limpos.

PUBLICIDADE

O fogo foi dado como extinto por volta das 23h50 do mesmo dia. Participaram no combate a este incêndio 185 operacionais, 48 viaturas e 4 meios aéreos, 2 helicópteros (1 pesado e 1 ligeiro) mais 2 aviões médios.

Nas entidades envolvidas na operação, além da Autoridade Nacional de Protecção Civil contam-se as corporações de bombeiros de Alcoentre, Azambuja, Rio Maior, Cartaxo, Santarém, Merceana, Castanheira do Ribatejo, Alverca, Vila Franca de Xira, Sobral de Monte Agraço, Lourinhã, Torres Vedras, Constância, Bucelas, Pontinha, Fanhões, Póvoa de Sta. Iria, Vialonga, Loures, Cadaval, Linda-a-Pastora e Alhandra; equipas de sapadores do Município de Azambuja, da Afocelca e da APAS; as delegações de Aveiras de Cima e de Rio Maior da Cruz Vermelha Portuguesas; equipa de GIPS e militares da GNR de Aveiras de Cima, Azambuja e SEPNA-Alenquer; ainda um técnico da EDP, e as forças municipais de Protecção Civil de Azambuja e de Rio Maior.

A nível autárquico, as operações foram acompanhadas, no local, pelo Presidente da Câmara de Azambuja – Luís de Sousa, pela Vereadora Sílvia Vítor, pelo vice-presidente da Câmara de Rio Maior – Luís Dias, e pelo presidente da União de Freguesias – José Avelino Correia.

O balanço inicial dos danos totaliza 97,54 hectares de área ardida (16,27ha em Rio Maior + 81,27ha em Azambuja) e, a nível pessoal, seis vítimas ligeiras (5 bombeiros e 1 civil). Quanto a edificações, não foi atingida nenhuma habitação, apenas alguns anexos.

A história, felizmente breve, deste incêndio vem reforçar o argumento de que o melhor combate ao flagelo do fogo é mesmo a prevenção.

O Município de Azambuja agradece, reconhecidamente, a todas as entidades e forças envolvidas nesta acção a forma empenhada, competente e abnegada com que cumpriram a sua missão. A Autarquia apela aos proprietários a continuação do esforço de limpeza de terrenos – de acordo com as regras definidas na lei – e sensibiliza a população em geral para a adopção, nas actividades do dia-a-dia, de todos os cuidados divulgados pelas autoridades.

PUBLICIDADE
info, , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS