Foto de Arquivo
Foto de Arquivo

O presidente da Câmara de Ourém disse hoje que a situação relativa ao incêndio que começou no concelho há mais de 24 horas e que já chegou ao distrito de Leiria “está muito complicada”.

“A situação está muito complicada ainda. As casas estão no meio da floresta e muito dispersas”, afirmou Luís Albuquerque.

Adiantando que a preocupação é proteger casas, Luís Albuquerque disse à agência Lusa pelas 16:45 que, embora o vento agora esteja mais calmo, a sua intensidade, meia hora antes, “foi suficiente para fazer novas projeções”.

À população, o presidente do Município de Ourém pede calma, garantindo que os meios estão no local para combater o incêndio e proteger pessoas e bens.

O alerta para incêndio, na localidade de Cumeada, na União de Freguesias da Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais, chegou às autoridades pelas 16:37 de quinta-feira.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, pelas 17:00 estavam no combate ao incêndio 523 operacionais, apoiados por 151 viaturas e sete meios aéreos.

O incêndio estendeu-se ao concelho de Alvaiázere, no distrito de Leiria.

Até àquela hora, foram registados 13 feridos ligeiros, dos quais 11 são agentes da proteção civil e dois civis. Trata-se de situações relacionadas com exaustão e inalação de fumos.

Entretanto, a empresa concessionária do abastecimento de água ao concelho de Ourém, a Be Water, informou, através da rede social Facebook do Município de Ourém, que, “devido ao apoio no combate ao incêndio que se tem vindo a alargar no concelho de Ourém, poderão ocorrer perturbações no abastecimento de água na área da União de Freguesias da Freixianda, Ribeira do Fárrio e Formigais”.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) elevou hoje para nove os distritos de Portugal continental que estarão em alerta laranja no sábado, devido ao risco elevado de incêndio florestal.

Em conferência de imprensa na sede da ANEPC, em Carnaxide, o comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, explicou que aos seis distritos em alerta laranja, o segundo mais elevado, já hoje, juntam-se a partir das 00:00 de sábado mais três.

“Seis distritos encontram-se em alerta laranja – Vila Real Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco e Santarém – e a partir das 00:00 horas de amanhã, sábado, irão ser elevados os estados de alerta laranja para os distritos de Leiria, Coimbra e Aveiro e os restantes em alerta amarelo”, disse André Fernandes.

Na quinta-feira, o Governo decretou a situação de alerta devido ao “significativo aumento do risco de incêndio rural” a partir das 00:00 de hoje e até ao dia 15 de julho.

Já o Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou 16 distritos de Portugal continental sob aviso laranja no sábado, mantendo-se apenas Faro e Viana do Castelo sob aviso amarelo, devido à previsão de tempo quente.

Leia também...

Hospital de Santarém – Uma homenagem sentida aos ‘homens e mulheres’ da Linha da Frente

Especial 130 anos do Jornal Correio do Ribatejo O mundo mudou há…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…

Rapaz de 13 anos e jovem de 18 morreram hoje em praias fluviais portuguesas

Um rapaz de 13 anos e um jovem de 18 foram morreram…

Taberna do Quinzena – A ‘Catedral’ da boa comida Ribatejana

Especial 130 anos do Jornal Correio do Ribatejo Com uma decoração típica…