Nove das 13 juntas de freguesia do concelho de Abrantes vão integrar o dispositivo municipal de combate a incêndios rurais colocando no terreno viaturas equipadas com ‘kits’ de primeira intervenção e rádios de comunicação, anunciou hoje o município.

“As carrinhas ligeiras das juntas de freguesia estão equipadas com ‘kits’ de primeira intervenção e vão ter rádios SIRESP [Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal] integrando o Dispositivo Especial Contra Incêndios Rurais [DECIR], no âmbito municipal, para responder de forma mais rápida e eficaz no ataque aos incêndios, na sua fase inicial, sendo uma mais-valia pela sua proximidade e rapidez”, disse à Lusa o presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos (PS).

Este ano de 2021, a Câmara Municipal de Abrantes reforçou o investimento dos ‘kits’ de primeira intervenção contra incêndios, num total de 160 mil euros, mais 35 mil euros do que em 2020.

As juntas de freguesia de Alvega e Concavada e Carvalhal integram este ano, pela primeira vez, o dispositivo especial de combate a incêndios rurais juntando-se às autarquias de Abrantes e Alferrarede, Aldeia do Mato e Souto, Bemposta, Mouriscas, S. Facundo e Vale das Mós, Rio de Moinhos e Tramagal.

PUBLICIDADE

O protocolo, que arrancou em 2019 com seis juntas de freguesia, engloba hoje 10 carrinhas de nove das 13 freguesias do município de Abrantes e resulta num apoio financeiro de 15 mil euros por ‘kit’ de 1.ª Intervenção, composto por maquinaria, mangueira e tanque com capacidade de 600 litros de água, formação específica a dois operacionais por carrinha e fatos de protecção individual, num total de investimento de 160 mil euros.

Com uma área de 714 quilómetros quadrados e uma vasta área florestal, esta parceria “permite criar condições para que as juntas de freguesia possam melhorar o desempenho” em matéria de proteção civil e “o ataque imediato a um fogo nascente para o debelar ou evitar que tome grandes proporções, até que cheguem os reforços ao local do sinistro”, notou o autarca.

Em 2020, durante o período do DECIR, os ‘kits’ das juntas de freguesia efectuaram intervenções directas em 66 ocorrências.

“As carrinhas das juntas de freguesia estão mais próximas, são mais rápidas e mais eficazes num combate a um fogo inicial e o nosso objectivo é que este projecto seja alargado a todas as freguesias do concelho”, afirmou Manuel Jorge Valamatos.

No âmbito do DECIR 2021, as carrinhas das freguesias, nos períodos de alerta laranja e vermelho, comprometem-se a estar pré posicionadas em Locais Estratégicos de Estacionamento (LEE), dentro do limite da freguesia e em horários também definidos previamente pelo comandante dos Bombeiros de Abrantes e pela Proteção Civil Municipal.

O Dispositivo de Combate a Incêndios Rurais está na fase II até ao final de Maio. Entre 01 e 30 de Junho é accionado o nível III de empenhamento, sendo que entre 01 de Julho e 30 de Setembro entra em vigor a fase IV.

Os meios alocados ao DECIR 2021 Municipal integram os Bombeiros Voluntários de Abrantes, Cruz Vermelha Portuguesa, Sapadores Florestais da Associação dos Agricultores e da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR, ‘kits’ das Juntas de Freguesia (num total de 10), Polícia de Segurança Pública, Guarda Nacional Republicana, Regimento de Apoio Militar de Emergência, Afocelca e os meios afectos à Câmara Municipal, através do serviço municipal de Proteção Civil.

PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…