Foi lançado, no passado dia 4 de Agosto, o Concurso Público da empreitada com vista à construção do edifício da residência de estudantes na Escola Superior de Desporto de Rio Maior, do Instituto Politécnico de Santarém. Com um valor de preço base de 1 526 882,92 euros e um prazo de execução de 365 dias, o prazo de apresentação de propostas finda a 14 de Setembro, 40 dias após publicação em Diário da República.

A necessidade da existência desta residência como uma mais valia na fixação de estudantes na Escola Superior de Rio Maior, teve o seu financiamento no OE2021 e foi muito esperada pela presidência e por toda a comunidade académica do IPSantarém, nomeadamente a comunidade académica da Escola Superior de Rio Maior. Esta nova Residência de Estudantes terá uma capacidade de 100 camas, estendendo-se ao longo de 2133,35m2 estando concluída já em 2022 pelo que os cerca de 1000 estudantes da Escola, que são na sua maioria provenientes de outras regiões do país, poderão beneficiar das novas instalações já no próximo ano.

As residências de estudantes constituem um benefício social e destinam-se a alojar estudantes bolseiros dos Serviços de Acção Social do IPSantarém, estudantes estes que pelas suas condições socioeconómicas necessitam de alojamento para continuar os seus estudos, e que pela distância da Escola que vão frequentar ou frequentam, não possam residir na sua cidade de origem durante o ano lectivo.

Recorde-se que, recentemente, Município de Santarém cedeu edifícios da Estrada Militar ao IPSantarém para serem transformados em residências universitárias, permitindo aumentar a oferta de condições de alojamento de estudantes a preços adequados e devidamente regulados.

PUBLICIDADE

O IPSantarém vai apresentar a candidatura da sua completa requalificação, contando vir a obter o respectivo financiamento a 100%, ao abrigo do PRR.

Esta Instituição de Ensino Superior compromete-se a executar as obras e intervenções indispensáveis para dotar o espaço das condições necessárias para esse efeito, resolvendo-se, desta forma, a insuficiência relativamente a disponibilidade de alojamento para estudantes do ensino superior, na Cidade, aliada aos custos elevados que dai advém para os estudantes e suas famílias, aquando do ingresso nesse tipo de ensino.

PUBLICIDADE
Leia também...

Câmara de Santarém paga transporte escolar para todos os alunos do concelho

A Câmara Municipal de Santarém vai pagar, no próximo ano lectivo, a…

VÍDEO | Escola D. João II, em Santarém, recebe Sala do Futuro

Foi inaugurada esta quinta-feira, 26 de Setembro, na Escola D. João II,…

Alunos, professores, funcionários e pais do AE Ginestal Machado unidos pela dança (c/vídeo)

Manuela Candeias e Sara Gabriel, docentes do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal…

Alunos e professores estreiam novas instalações da Escola do Sardoal

Os alunos e professores da Escola Básica e Secundária Drª Maria Judite…