Médico do CHMT nomeado para a Comissão Nacional da Covid-19

Carlos Cortes, director do serviço de Patologia Clínica do Centro Hospitalar do Médio Tejo, integra a recém-criada Comissão de Avaliação e Acompanhamento do Plano de Expansão da Capacidade Laboratorial Nacional para diagnóstico de SARS-CoV-2.

Em comunicado, o Centro Hospitalar do Médio Tejo, refere que a nomeação de Carlos Cortes para esta Comissão, que integra apenas dois especialistas provenientes de Unidades Hospitalares do SNS, é “reconhecimento do esforço de organização e planeamento do Centro Hospitalar do Médio Tejo, no âmbito da Pandemia pelo SARS-CoV2, visível no empenho e competência dos seus profissionais dos vários Serviços, entre os quais o Serviço de Patologia Clínica”.

Uma das premissas para a criação desta Comissão, segundo despacho do Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, é “dotar o País de uma rede de diagnóstico, reforçada e alargada, com capacidade acrescida de testagem que permita detectar o reaparecimento do vírus e dar resposta célere e integrada a eventuais novos surtos em Portugal, pelo que se considera estratégico reforçar a capacidade nacional de diagnóstico para o SARS-CoV-2”.

PUBLICIDADE

A Comissão de Avaliação e Acompanhamento do Plano de Expansão da Capacidade Laboratorial Nacional para diagnóstico de SARS-CoV-2 tem por objectivos avaliar a capacidade de aumento de produção de testes na actual rede de laboratórios de diagnóstico de SARS-CoV-2, promovendo a maximização da utilização de equipamentos e infraestruturas da rede de laboratórios de diagnóstico de SARS-CoV-2, promover a expansão da actual rede de laboratórios do Serviço Nacional de Saúde e avaliar, na lógica de custo-benefício, a adequação de investimento em equipamentos e infraestruturas dos actuais e de novos laboratórios de diagnóstico de SARS-CoV-2.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS