Mercado do Entroncamento reabilitado após obra de um milhão de euros

A reabilitação do mercado municipal do Entroncamento é inaugurada hoje, depois de uma intervenção da ordem de um milhão de euros que melhorou funcionalidades e modernizou este espaço central da cidade, disse o presidente do município.

O presidente da Câmara Municipal do Entroncamento (distrito de Santarém), Jorge Faria, disse à Lusa que o estado em que se encontrava o mercado municipal da cidade, um edifício com cerca de 40 anos, levou a que esta fosse uma das obras incluídas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU).

Realizada em duas fases, para permitir que o mercado não deixasse de funcionar durante as obras – período em que parte dos vendedores foram colocados numa tenda junto ao edifício -, a intervenção permitiu dotar as zonas de bancas de condições que respondem às novas exigências legais e criar uma zona de restauração, tornando-o num “espaço multioferta”.

Jorge Faria afirmou que a obra visou dar “dinamismo” ao centro histórico da cidade, tornando o mercado atrativo para os consumidores mais jovens, com o espaço a assumir algumas características das grandes superfícies, como a possibilidade de se circular com carrinhos de compras e de ter sido colocada uma pérgula que faz a ligação à zona de estacionamento.

A parte das bancas, onde continuam a ser vendidos, agora com todas as condições, os hortícolas e o peixe – nesta zona existe uma parte expositiva sobre os pescadores do Tejo -, funciona até às 14:00, estando a zona de restauração aberta até às 24:00.

O horário é alargado até às 02:00 às sextas, sábados e vésperas de feriados.

Jorge Faria afirmou que o mercado continua a ser um espaço privilegiado para os produtores locais, sobretudo dos concelhos próximos, uma vez que o Entroncamento é essencialmente urbano, tendo sido criados mecanismos que incentivam à presença ao longo de toda a semana e não apenas ao sábado.

A obra iniciada no final de 2017, com financiamento comunitário de 710.000 euros, incluiu novas bancas, a substituição da cobertura de amianto, do piso e da iluminação (totalmente led), a criação de uma rampa de acesso e de uma zona polivalente com esplanadas interiores, além da pérgula de ligação ao parque de estacionamento subterrâneo.

Sob o lema “Eu escolho o mercado”, a inauguração do espaço remodelado começou com um ato oficial na presença do secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, havendo música ao vivo hoje e sábado à noite, dia em que, durante a manhã, haverá animação de rua na zona das esplanadas e na envolvente do mercado pelo grupo “Manus Ecenas”.

O atual edifício substitui o do antigo mercado diário, construído em 1930 e que acolhe, desde 1991, o Centro Cultural da cidade do Entroncamento.

Jorge Faria afirmou que, das obras incluídas no PEDU (com um valor global de 5,5 milhões de euros), o município apenas aguarda decisão sobre os projetos para a antiga escola das Tílias e zona envolvente (da ordem dos 1,2 milhões de euros) e para a zona envolvente do bairro Frederico Ulrich (900.000 euros), com vista à reabilitação desta zona da cidade.

As outras intervenções (além do mercado, o cineteatro, a ribeira de Santa Catarina, ciclovia, o bairro de habitação social) ou estão concluídas ou em fase de conclusão, disse.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

Deixar uma resposta