O Município Chamusca volta a associar-se à campanha solidária de angariação de fundos “Dê troco a quem precisa”, promovida pela Associação Dignitude.

A campanha arrancou ontem, dia 12 de Dezembro, nas farmácias aderentes do distrito de Santarém e termina na quarta-feira, dia 21 de dezembro. No concelho da Chamusca as farmácias aderentes são Farmácia da Terra (Chamusca), Farmácia Bonfim (Semideiro) e Farmácia S. José (Chouto).

A iniciativa convida os portugueses a doarem o troco das compras realizadas nas farmácias. O montante angariado pela ação será integralmente aplicado na aquisição de medicamentos prescritos para famílias carenciadas abrangidas pelo Programa abem: Rede Solidária do Medicamento.

No âmbito do programa “Abem: Rede Solidária do Medicamento” o Município da Chamusca já atribuiu mais de 128 cartões Abem, no valor total de 41.517,50 euros, no apoio à compra de medicamentos. 

O programa “Abem: Rede Solidária do Medicamento” é o primeiro programa solidário da Associação Dignitude, da qual o Município da Chamusca é parceiro social desde 2017, na referenciação dos indivíduos socialmente vulneráveis, cuja situação seja enquadrável.

Através desta parceria, foram referenciados até ao dia 31 de Julho deste ano, 128 beneficiários de 67 famílias, totalizando 14 856 embalagens dispensadas. A 31 de Julho de 2022, o número de beneficiários activos no Programa Abem era de 59 pessoas, num universo de 34 famílias.

Ao juntar-se a esta causa, o Município da Chamusca pretende contribuir activamente para o cumprimento dos desafios de sustentabilidade inscritos na agenda 2030, nos seus objectivos para o desenvolvimento sustentável. Sendo um projecto inovador e inclusivo de acesso ao medicamento por parte da população mais vulnerável, e pressupondo um apoio de caráter permanente, é atualmente uma resposta fundamental e reconhecida no combate às novas problemáticas sociais.

Cláudia Moreira, vice-presidente e vereadora com o pelouro da Ação Social, refere que “o Município da Chamusca tem uma especial preocupação com a população mais vulnerável, especialmente com aqueles que por dificuldades económicas não conseguem comprar os medicamentos que lhes são prescritos. Não podemos ficar indiferentes enquanto sociedade e enquanto indivíduos a estas situações. O acesso à medicação deve e tem de ser acessível para todos de forma igual e digna, no combate à doença. Assistimos atualmente a um agravar de situações de doença, onde os mais fragilizados, fruto de um contexto social em mudança constante, não conseguem fazer face aos custos com a medicação”.

Refira-se que este programa permite o acesso aos medicamentos prescritos e comparticipados pelo Estado Português, a quem não tem capacidade financeira para os adquirir, garantindo total anonimato e a preservação da dignidade dos beneficiários.

A cada beneficiário e a todos os elementos do agregado familiar, é atribuído um cartão que lhes permite aceder aos medicamentos prescritos nas farmácias aderentes, sem mais burocracias e com a dignidade que merece.

Para se candidatarem a este apoio social os interessados devem efectuar o pedido de marcação, para atendimento social, junto do Atendimento Integrado + do Município, entidade referenciadora do Programa abem: Rede Solidária do Medicamento, através do número 800 100 116.

A Associação Dignitude é uma instituição particular de solidariedade social, que nasceu da parceria entre a Cáritas Portuguesa e Plataforma Saúde em Diálogo, a Associação Nacional das Farmácias e a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.