O Município da Chamusca reforçou e renovou os protocolos com as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho para o apoio financeiro à implementação de medidas de combate e mitigação da pandemia Covid-19.

Segundo um comunicado da autarquia, as adendas aos protocolos foram assinadas esta semana e representam um apoio no valor total de €27.600, a acrescentar ao que já tinha sido atribuído às IPSS em Abril deste ano (€27.500).

A Câmara da Chamusca apoia, através deste protocolo, as IPSS do concelho na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e de produtos/material de limpeza e desinfecção que as instituições tenham necessidade de adquirir.

PUBLICIDADE

Na apresentação da proposta de renovação do apoio, o Presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, frisou que este apoio é determinante nesta altura em que as instituições estão a enfrentar um acréscimo de custos por causa do aumento do número de casos positivos.

O autarca lembrou que as IPSS “obtinham algumas receitas através da realização e da participação em eventos algo que, neste ano atípico, não têm conseguido”.

“Houve uma redução significativa nas suas receitas próprias com estas actividades. Neste momento, há ainda uma grande preocupação com o acréscimo de despesas decorrentes da aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI)”, acrescentou Paulo Queimado, informando que há duas IPSS com casos positivos, Chouto e Parreira, que passam por “dificuldades na sua actividade operacional” pela falta de recursos humanos.

“Daí a importância da interajuda entre as instituições”, sublinhou o Presidente da Câmara da Chamusca.

Esta é mais uma medida de apoio excepcional do Município à comunidade do concelho, num tempo em que se torna imperioso e primordial o contributo das IPSS, enquanto prestadores de cuidados à população mais idosa, uma das mais vulneráveis a esta pandemia.

As IPSS abrangidas pelo protocolo são: Centro de Apoio Social da Carregueira, Santa Casa da Misericórdia da Chamusca, CASULME – Centro de Apoio Social de Ulme, Aconchego – Centro de Apoio Social de Vale de Cavalos, Centro de Apoio Social do Chouto e Centro de Apoio Social da Parreira.

No total, o Município já disponibilizou às IPSS mais de 55 mil euros em apoios financeiros directos para medidas concretas de combate à pandemia. Além disso, é de salientar o trabalho em rede de todos os parceiros de Acção Social do concelho na procura de soluções articuladas, para responder às necessidades de cada instituição e da comunidade como um todo.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…