Os professores e alunos que participam no projecto Erasmus “SAVE – Struggle Against Values Extinction”, no Agrupamento de Escolas D. Afonso Henriques, foram recebidos esta quinta-feira pelas 11h30 no Salão Nobre dos Paços do Concelho

Carmen Antunes, Vereadora da Câmara Municipal de Santarém, começou por dar as boas vindas à comitiva, agradecendo aos professores e alunos oriundos da Bulgária, Croácia, Itália, Roménia e Turquia que se juntaram à Comunidade Escolar de Alcanede para a “partilha de experiências que é muito importante para o Município”. Depois de distribuídas as habituais ofertas, Carmen Antunes deu os parabéns à Escola pela iniciativa e desejou “a todos o melhor para o futuro”.

De referir que o projecto Erasmus SAVE visa ajudar os alunos a conhecer e valorizar a sua identidade local, tradições, cultura e todos os aspectos do seu património, ao mesmo tempo que promove a consciência de fazerem parte de um quadro cultural mais amplo. Pretende-se não só motivar os alunos e professores a alargar os seus conhecimentos sobre os estilos de vida dos nossos vizinhos europeus, as línguas estrangeiras e a utilização das novas tecnologias, bem como encorajar a tolerância e a amizade genuínas. O objectivo geral do projecto é desenvolver uma identidade individual e colectiva, promovendo a valorização do património cultural através de estratégias que fomentem o diálogo intercultural entre as escolas europeias.

Outros objectivos a destacar são o desenvolver a capacidade de identificação e preservação do património cultural, aumentar a aceitação da diversidade cultural, promover a democracia, a paz e a tolerância, aumentar a preservação do património cultural através da revitalização dos antigos ofícios e costumes, melhorar os aspetos geográficos, históricos e conhecimentos arquitetónicos sobre as cidades europeias, aumentar a compreensão das semelhanças linguísticas e culturais entre os países parceiros, aumentar o grau de integração do património cultural na educação através de actividades interdisciplinares e implementar novos cursos opcionais, melhorar as competências linguísticas, TIC e transcurriculares, incentivar os alunos a desenvolver pensamento crítico, reforçar a sua independência e aumentar a autoestima, a autoconfiança, o sentido de cooperação e aumentar a internacionalização da escola alinhando-se com as políticas europeias no domínio da educação e da cultura.

Os principais beneficiários do projecto são alunos das escolas parceiras, com idades compreendidas entre os 11 e os 15 anos e professores da Roménia, Bulgária, Croácia, Itália, Portugal e Turquia cuja experiência e conhecimentos no domínio da educação serão muito valiosos no decorrer deste projecto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…