O azulejo em Santarém foi tema de visita orientada pelas ruas do Centro Histórico

No âmbito do programa da iniciativa “Verão In.Str… é um espanto!”, decorreu, na manhã do passado sábado, 04 de Agosto, uma visita orientada à azulejaria na cidade de Santarém.

O azulejo é um elemento decorativo, que adquiriu no nosso país, onde marca presença há cerca de 500 anos, características particulares. Reveste fachadas de edifícios, o interior de igrejas e os seus altares, bancos de jardim e é utilizado em placas direccionais e de toponímia.

A sua presença é uma constate no Centro Histórico de Santarém, assumindo grandes dimensões no interior da Igreja de Marvila, considerada a “catedral do azulejo seiscentista”.

Esta caminhada temática permitiu revelar pormenores, que estando visíveis, se tornam mais facilmente perceptíveis a um olhar mais atento.

Com início no Mercado Municipal, a visita estendeu-se até ao Jardim das Portas do Sol, terminando na Igreja da Graça, outrora revestida a azulejo, tendo hoje apenas uma capela lateral com revestimento desta natureza.

Vera Duarte, guia-intérprete do município de Santarém, orientou a visita e no final falou um pouco sobre esta ao Correio do Ribatejo.

Relativamente às visitas temáticas que têm ocorrido não só neste Verão, mas também noutras alturas do ano, Vera Duarte falou dos temas já abordados, dos que gostaria ainda de abordar e da adesão do público a estas iniciativas que considera importantes para o conhecimento do Centro Histórico.

A próxima visita decorre a 01 de Setembro e debruça-se sobre o espaço da Alcáçova de Santarém, hoje conhecido como Jardim das Portas do Sol, mas que outrora teve grande importância estratégica e militar, tendo um papel importante na criação da cidade de Santarém.

(notícia desenvolvida na edição impressa de 10 de Agosto)

info, , , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS