‘Odisseia do Filme à Música’ no Teatro Sá da Bandeira em Santarém

Os Serviços da Cultura e da Ação Social da CMS, em parceria com a Artemrede –Teatros Associados, estão a promover o denominado ‘Projecto Odisseia’, composto por três componentes artísticas, cada uma das quais orientada por uma equipa artística e de intervenção social diferentes e que garante um certificado por cada área, para os participantes respectivos.

Destina-se a jovens do concelho de Santarém, começou em 2016 e prolonga-se durante os próximos dois anos, em seis municípios da Artemrede (Almada, Barreiro, Moita, Oeiras, Santarém, Sesimbra).

De 01 a 08 de Julho decorre no Teatro Sá da Bandeira em Santarém uma formação em Cinema e Música “Do Filme à Música” com orientação do cineasta e músico António Pedro e que culmina com a exibição da curta-metragem, criada durante a formação, com música ao vivo, no dia 08 pelas 17h30.

Esta formação destina-se a participantes com idades entre os 16 e os 25 anos, preferencialmente da cidade de Santarém, com gosto pela música e cinema, que procurem “diversão e aprendizagem num só take”.

Esta formação intensiva garante aos jovens a aprendizagem e a construção de um pequeno filme musicado. Cada grupo aprenderá como preparar, rodar e montar uma curta-metragem, assim como compor e gravar a respectiva banda sonora. A formação é dividida entre os módulos de Cinema e de Música.

As inscrições podem ser feitas até ao dia 05 de Junho, enviando nome e telefone para o endereço de e-mail nelson.ferrao@cm-santarem.pt, endereço para o qual também podem ser remetidas mais informações.

O ‘Projecto Odisseia’ é constituído por três componentes nucleares que abrangem as áreas e competências artísticas Teatro / Dramaturgia (criação do espectáculo ‘E Agora Nós’, com o encenador Rui Catalão [2016], no Teatro Sá Bandeira); Teatro físico / Movimento / Música experimental / Artes de Rua, com a Companhia Radar 360 (2017), no Bairro S. Domingos; Cinema / Música (rodagem e montagem de curta metragem e banda sonora, com o realizador e músico António Pedro).

Cada uma destas componentes desdobra-se em duas fases. Um processo de formação e a criação de um objecto artístico nas áreas identificadas, com formação certificada.

Pretende-se que os jovens participem no projecto, numa óptica de aquisição evolutiva de competências e de potencial especialização na área artística e também num aumento progressivo do compromisso e do envolvimento neste projecto.

Espera-se com este projecto, que os jovens do concelho tenham adquirido conhecimentos sobre a criação artística contemporânea, diferentes linguagens artísticas e novos processos e novas experiências de trabalho.

Pretende-se ainda que estes jovens se apropriem do espaço Teatro e o considerem como seu, no qual podem ter um papel de espectador, participante ou mesmo colaborador. Manter também uma relação privilegiada com o Cine-Teatro, usufruindo de um estatuto especial, que lhes permita o acesso gratuito ou com desconto à programação, a possibilidade de assistir a ensaios e a residências artísticas e a conversar com os artistas.

info, , , , , , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS