Lotação da praia do Agroal vai ser gerida a partir de 1 de Julho

O município de Ourém vai gerir a lotação da praia fluvial do Agroal a partir do dia 1 de Julho, com o controlo efectuado à entrada.

Segundo o presidente da Câmara, Luís Albuquerque, a abertura oficial da praia será efectuada com o hastear da bandeira Azul, atribuída pelo quarto ano consecutivo, e com as regras de afastamento social asseguradas.

“As casas de banho serão higienizadas de acordo com a lei – terão uma equipa em permanência -, e a cafetaria irá abrir, tendo sido já apresentadas propostas para a sua concessão. O controlo de entradas far-se-á junto à cancela por um funcionário da autarquia ou por um segurança”, explicou Luís Albuquerque.

PUBLICIDADE

A lotação da praia do Agroal só ficará definida após uma reunião com a autoridade de saúde do concelho de Ourém e com as “outras entidades que prestam serviço no local”.

A praia do Agroal vai continuar a ter nadador-salvador e a presença dos bombeiros voluntários, e funcionará das 09h00 às 19h00.

Com a chegada do calor, várias pessoas já se deslocaram no último fim de semana àquela praia fluvial. Luís Albuquerque afirmou que até ao dia 1 de Julho terá de “ser o bom senso” dos cidadãos a garantir o distanciamento social.

“Se verificarmos que existe um aglomerado excessivo de pessoas teremos de contactar as autoridades”, disse o autarca.

Luís Albuquerque informou ainda que a praia ainda tem as comportas abertas, pelo que “tem o nível muito baixo”.

“Até 1 de Julho iremos realizar acções de limpeza e colocar mais areia na praia, para receber as pessoas nas condições que merecem”, adiantou.

A construção de passadiços no local só deverá avançar para “Outubro ou Novembro”.

O presidente explicou que depois de ter o parecer positivo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), o projecto obteve um parecer negativo da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

“As alterações pedidas iam de encontro ao parecer do ICNF. Chamámos as duas entidades ao local e encontrámos uma solução. Reformulámos o projecto e já temos a aprovação da APA. Falta a resposta do ICNF para lançarmos o concurso”, justificou.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS