Paladares de Portugal servidos à mesa da Casa do Campino

Há 39 anos que o Festival Nacional de Gastronomia se orgulha de apresentar e promover o melhor da cozinha portuguesa. Durante este tempo, foram várias as iniciativas que se desenvolveram no sentido de preservar as tradições culinárias e, em simultâneo, acompanhar a modernidade que revela o sentido dinâmico da gastronomia nacional. A edição deste ano decorre até dia 3 de Novembro, na Casa do Campino, onde os visitantes poderão provar “o melhor da gastronomia nacional” nas 12 tasquinhas que representam municípios e regiões do continente e das ilhas.

A 39.ª edição vai decorrer na Casa do Campino, numa programação dedicada ao tema do vinho. É o melhor de Portugal que vai estar à mesa.

Os visitantes podem descobrir especialidades de norte a sul do País e das ilhas dos Açores e da Madeira, através dos 12 restaurantes presentes no evento, além das tasquinhas típicas com produtos regionais, vinhos e doçaria.

Do programa constam momentos formativos, com aulas de cozinha, demonstrações de cozinha ao vivo, conversas sobre vinho e provas harmonizadas, para além de cinco banquetes com chefes “conceituados”.

O programa para os 11 dias do Festival Nacional de Gastronomia (FNG) foi apresentado no início desta semana na Quinta da Ribeirinha, em Santarém, num almoço preparado pelo chefe ribatejano Rodrigo Castelo, vencedor do concurso Troféu Portugal 2018 e que será responsável, juntamente com João Correia, por um dos cinco banquetes agendados para a edição deste ano.

O presidente do conselho de administração da empresa municipal Viver Santarém, João Leite, destacou que ao longo de 11 dias “Portugal vai estar à mesa” em Santarém, com “o melhor da gastronomia nacional” a passar pelas 12 tasquinhas que representam municípios e regiões do continente e das ilhas.

O responsável pela organização, conjuntamente com a Câmara de Santarém, relevou os cinco “banquetes” que serão preparados por chefes com estrelas Michelin como Rui Paula [1 estrela Michelin] (25 de outubro), Chakall (dia 26), Óscar Gonçalves 1 estrela Michelin, João Correia e Rodrigo Castelo (01 de novembro) e Justa Nobre (dia 02).

O FNG, que tem a parceria da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo e é produzido pela Essência do Vinho, apresenta este ano “dias temáticos” sobre “o vinho e a vinha”, subtema do festival, relacionado com a temática da Feira Nacional da Agricultura, que se realizou em Junho em Santarém.

Nesta iniciativa, os municípios convidados apresentarão nos respectivos dias – Grândola (25 de Outubro), Peso da Régua (26), Viseu (27), Lagoa (30), Palmela (31), Anadia (01 de Novembro), turismo dos Açores (02) e Santarém (03) – repastos que incluam vinho, “dos mais tradicionais aos mais inovadores”, dando a conhecer, além da gastronomia e do vinho dos seus territórios, a oferta turística.

João Leite afirmou que no próximo dia 28 será apresentado o Dia Nacional da Gastronomia 2020, evento que será celebrado em Santarém no último fim de semana de Maio de 2020, irá marcar o arranque da celebração dos 40 anos do FNG.

“Serão dois dias em que será dado grande destaque a Santarém” e à sua relação com a gastronomia, disse, adiantando que o programa dos 40 anos do FNG, com eventos a decorrerem ao longo de todo o ano, será apresentado no início de 2020.

O FNG reserva um espaço para a doçaria tradicional e os agro-produtos, com a presença de 27 expositores, e outro para o artesanato, com 31 artesãos, estando agendados momentos de animação com diversos grupos musicais e quatro “concertos intimistas”, com Sebastião Antunes Trio (dia 25 de Outubro), Jorge Palma (dia 26), João Chora (01 de Novembro) e Três Bairros (dia 02).

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS