O pão está na base da cultura gastronómica portuguesa e quer seja ao pequeno-almoço, ao almoço, ao lanche ou ao jantar, é um alimento que não pode faltar nas mesas nacionais. Mas o verdadeiro pão de antigamente feito à mão já não é uma prática comum nas grandes cidades devido à industrialização do mercado.

Em 1990 nasceu a Panificadora Costa & Ferreira – responsável pelo Pão de Rio Maior – com a missão de não deixar a tradição desaparecer, metendo há 32 anos as mãos na massa para garantir que a magia do fabrico do pão artesanal não perde o seu brilho. Aliar a tradição à inovação está no ADN da empresa que conta com uma verdadeira produção artesanal à larga escala, produzindo em média 50 toneladas de pão por dia.

A paixão pelo que é tradicional e a simplicidade da confecção dos produtos – massa cortada à mão e cozida em fornos de alvenaria que cozem até 300 pães em cada fornada, com toneladas de lenha provenientes de fontes sustentáveis, – faz com que estes sejam únicos em termos de sabor e textura. 100% naturais, sem corantes nem conservantes, são confeccionados a partir de apenas quatro ingredientes: farinha, água, sal e levedura biológica.

O pão de Rio Maior foi o primeiro produto do sector da panificação a ser certificado em Portugal e ao longo dos anos, o famoso pão foi se reinventando ganhando novas receitas como a broa de milho ou de centeio, o pão escuro ou integral, o pão de aveia e linhaça, o pão de forma, entre muitos outros. A Panificadora Costa & Ferreira aposta num trabalho diário e contínuo para a inovação e criação de novos produtos com o objectivo de corresponder às expectativas do consumidor.

A Panificadora fornece dois produtos finais: o pão ultracongelado – para chegar às casas de norte a sul do país e ao estrangeiro com durabilidade e máxima qualidade – e o pão pronto, que é distribuído em localidades até 200km de Rio Maior através do porta-a-porta. Com a ambição de fazer chegar o pão português cada vez mais longe, a empresa exporta actualmente os seus produtos para nove países, em vários continentes, através de clientes directos e indirectos, sendo eles Espanha, Holanda, Luxemburgo, Bélgica, Reino Unido, França, EUA, Cabo Verde e Angola.

A produtora de pão é PME Excelência há 10 anos consecutivos, contanto actualmente com cerca de 241 colaboradores, e planeia aumentar o seu complexo de fabrico de 85.000 m2 no próximo ano.

Sobre a Panificadora Costa & Ferreira:

Fundada em 1990 por Joaquim Costa, quando o próprio iniciou o fabrico de uma exclusiva receita de um pão caseiro cozido a lenha em fornos de alvenaria para fornecer duas churrasqueiras, também negócios seus, com a esposa Rita, na localidade de Rio Maior. O pão tornou-se famoso pela sua côdea estaladiça e interior macio e saboroso, tendo sido o primeiro pão tradicional certificado em Portugal, sendo hoje reconhecido como um produto tipicamente português.

Com a elevada procura por restaurantes e grandes superfícies, a Sociedade passou a ser conhecida como o Pão de Rio Maior, sua marca registada, sendo actualmente uma empresa de panificação tradicional, com uma unidade de produção de 85.000 m2, que fabrica mais de 20.000 toneladas/ano de vários tipos de pão. Mantendo o sabor tradicional, sem corantes nem conservantes, a produção é artesanal à escala industrial. Além de Portugal, a empresa exporta para nove países: Espanha, Holanda, Luxemburgo, Bélgica, Reino Unido, França, EUA, Cabo Verde e Angola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…