Os pedidos de ajuda à Linha Internet Segura da APAV, para apoio a vítimas de cibercrime e denúncia de conteúdos ilegais, aumentaram 575,49% entre 2019 e 2020, com um pico de telefonemas em Março do ano passado.

De acordo com dados agora divulgados, a Linha Internet Segura recebeu 587 chamadas telefónicas por parte de vítimas de cibercrime entre Janeiro e Dezembro de 2020, enquanto entre Janeiro e Dezembro de 2019 foram recebidos 102 contactos, um aumento de 575,49% que para a APAV reflecte “este tempo de pandemia”.

“Na nossa opinião deve-se ao facto não só de as pessoas passarem mais tempo online, porque assim muitas vezes as circunstâncias o impõem, seja através da telescola ou do teletrabalho, como pessoas que antes não estavam online e não estavam tão sensibilizadas para questões relativas a cibersegurança passarem a estar, o que fez com fossem alvo de algum tipo de incidente a nível de segurança informática”, explicou o responsável pela Linha Internet Segura, Ricardo Estrela.

PUBLICIDADE

Entre os 1.164 contactos – somando pedidos de ajuda e denúncias de conteúdos ilegais – recebidos pela Linha Internet nos doze meses de 2020, registou-se um pico de chamadas em Março, quando a linha recebeu 154 telefonemas, contra as 83 recebidas em Janeiro e 119 em Fevereiro.

PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…