Faleceu hoje, dia 5 de Março, aos 84 anos de idade, Rogério Mendes Coito, que entre 1996 e 2009 foi deputado da Assembleia Municipal do Cartaxo, eleito pela CDU.

Rogério Mendes Coito nasceu na freguesia da Ereira, concelho do Cartaxo, em 1937. Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa e com um intenso percurso profissional que passou, entre outras entidades, pela Emissora Nacional, Rogério Coito desde muito cedo se mostrou um apaixonado pelas letras e pela história dos povos, pelos seus costumes e saberes.

Rogério Coito foi durante largos anos colaborador assíduo do ‘Correio do Ribatejo’ onde assinava os seus artigos sob o pseudónimo Luís Montejunto.

PUBLICIDADE

Em 1983 foi co-autor do livro “Ereira – Uma aldeia no Concelho do Cartaxo”. O gosto e a destreza pela escrita fizeram com que escrevesse mais algumas obras, entre as quais “Cartaxo – Memórias do século XX”, “Elvira Maria de Vilhena – Condessa de Pontével (1627-1718)”, “José Tagarro (1902-1931)” e, entre outras publicações na imprensa local e regional, destacamos o livro “O Cartaxo nas Memórias Paroquiais de 1758”.

Rogério Coito teve, de igual modo, um papel bastante activo na vida política e na vida associativa do concelho.

Na participação política destacamos a inteligência e a assertividade com que sempre pontuou as suas intervenções. Rogério Coito integrou a lista da FEPU – Frente Eleitoral Povo Unido (coligação formada por PCP, MDP/CDE e FSP) à Câmara Municipal do Cartaxo nas primeiras eleições do pós-25 de Abril de 1974 e exerceu o mandato de deputado da Assembleia Municipal do Cartaxo, eleito pela CDU, entre os anos de 1996 e 2009.

No que diz respeito à vida associativa, destacamos a intensa participação nas actividades das colectividades do concelho, particularmente, nos inúmeros eventos culturais que organizou na Ereira, freguesia de onde era natural. Rogério Coito foi um dos fundadores da Associação PULSAR, um dos promotores da Feira de Antiguidades, Velharias e Coleccionismo do Cartaxo e um dos principais dinamizadores de inúmeras actividades culturais promovidas pelo Município do Cartaxo.

O Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo endereçou à família uma mensagem de condolências. “É com extrema consternação e profundo pesar que tomei conhecimento do falecimento do Dr. Rogério Coito. Dotado de uma inteligência brilhante, amigo de muitos anos, dedicou o melhor das suas qualidades pessoais e profissionais a várias gerações de cartaxeiros de todas as nossas freguesias, tendo criado um ambiente de estímulo ao conhecimento da nossa história e das nossas tradições. Ficou, ainda, notabilizado pela preocupação que sempre manifestou pela defesa dos ideais democráticos, pela elevação e integridade da sua intervenção política e pela promoção da participação cívica.”

A Câmara Municipal do Cartaxo atribuiu em 2009 a medalha de mérito municipal a Rogério Coito. Pedro Magalhães Ribeiro decretou, para 5 e 6 de Março de 2021, dois dias de luto municipal.

À família enlutada o ‘Correio do Ribatejo’ endereça as mais sentidas condolências.

PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…