O presidente da distrital de Santarém do PSD disse hoje que as eleições legislativas de domingo vieram demonstrar que o caminho que a liderança do partido escolheu “não estava totalmente correcto” e que é momento de “reconstruir”.

Instado a comentar os resultados das legislativas, que deram uma maioria ao Partido Socialista (PS), com 41,7% dos votos, ficando o Partido Social-Democrata (PSD) em segundo lugar, com 27,8%, João Moura afirmou que o presidente do partido, Rui Rio, “foi coerente” no discurso que fez na noite eleitoral, ao afirmar que não vê como possa ser útil.

Lembrando que o líder social-democrata havia afirmado que só permaneceria até ao momento em que achasse que fazia falta, João Moura disse que “foi isso que disse, claramente”, no discurso de domingo à noite.

“Ele percebeu que esta estratégia que ele tinha se esgotou. Foi coerente”, afirmou o presidente da distrital laranja de Santarém.

Não querendo revelar quem, no seu entender, deve suceder a Rui Rio, João Moura afirmou que o PSD “tem muitos e bons quadros”, declarando-se convicto de que, “certamente, vai aparecer uma boa solução para o partido” e disponibilizando-se para estar “da parte das soluções” e “trabalhar para ajudar a reconstruir o partido, para que o partido seja uma verdadeira alternativa daqui a quatro anos”.

Para João Moura, a maioria absoluta do PS tem uma “explicação óbvia”, resultando de uma manifestação do povo português de “querer uma estabilidade governativa”.

“O voto útil que existiu foi no Partido Socialista”, afirmou, salientando que o líder socialista, António Costa, “neste momento tem uma geringonça apenas do PS, mas com os votos dos outros partidos” da esquerda, e deu o exemplo do que aconteceu no distrito de Santarém, com a perda dos deputados do PCP, o “histórico” António Filipe, e do BE, Fabíola Cardoso.

Para o presidente da distrital laranja de Santarém, o PS, agora “sozinho, não vai poder inventar desculpas de que foi a geringonça, de que não tinha condições parlamentares”, e “vai ter de mostrar o que vale”, já que tem “as condições todas”, em particular “um envelope financeiro gigante que vem para Portugal”.

“Não têm nenhuma desculpa para falhar”, acrescentou, sublinhando que cabe ao PSD apresentar o que faria diferente e que alternativa representa para daqui a quatro anos.

Nas legislativas de domingo, o PS subiu no distrito de Santarém dos 37,1% (quatro eleitos) de 2019 para os 41,2% (cinco deputados), vencendo em 20 dos 21 concelhos (só Ourém, concelho de João Moura, deu uma expressiva vitória ao PSD) e elegendo Alexandra Leitão, Hugo Costa, Maria do Céu Antunes, Mara Lagriminha e Manuel Afonso.

O PSD subiu a votação no distrito dos 25,2% para os 26,9%, elegendo Isaura Morais, João Moura e Inês Barroso.

Em terceiro lugar, o Chega, com 10,9% dos votos, elegeu Pedro Frazão, tendo a CDU e o BE perdido os seus deputados.

A abstenção no distrito de Santarém baixou dos 45,7% de 2019 para os 42,3%, tendo votado 218.192 dos 353.885 eleitores inscritos, acompanhando a tendência registada a nível nacional, quando ainda faltam apurar os círculos da emigração.

O PS venceu as eleições legislativas de domingo com 41,7% dos votos e 117 deputados, tendo o PSD eleito 71 deputados, a que se somam mais cinco eleitos em coligações na Madeira e nos Açores, enquanto o Chega alcançou o terceiro lugar, com 7,15% e 12 deputados, a Iniciativa Liberal (IL) ficou em quarto, com 5% e oito deputados, e o Bloco de Esquerda em sexto, com 4,46% e cinco deputados.

A CDU com 4,39% elegeu seis deputados, o PAN com 1,53% terá um deputado, e o Livre, com 1,28% também um deputado. O CDS-PP alcançou 1,61% dos votos, mas não elegeu qualquer parlamentar.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…