A União Desportiva de Santarém (UDS) inicia no próximo dia 11 de Setembro, pelas 15h00, no Campo Chã das Padeiras, em Santarém, a época 2022-2023 com a disputa da 1.ª eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Gavionense.

No domingo seguinte, 18 de Setembro, inicia a sua participação no Campeonato de Portugal (Série C), no reduto do Benfica de Castelo Branco.

Ao ‘Correio do Ribatejo’, o director desportivo da UDS, Abel Herculano, garante que a equipa está preparada para “ganhar jogo a jogo”, disputar os três pontos em cada jogo e “no final fazer as contas”.

“É preciso criar estabilidade e sustentabilidade e não esquecer que há cinco anos atrás estávamos a disputar o campeonato da segunda distrital”, salienta Abel Herculano.

A União Desportiva de Santarém renovou com o mister André David para a época 2022-2023 que se avizinha. É a aposta na “estabilidade e na continuidade” conforme foi anunciado? O regresso à Liga 3 é um objectivo claro?

A continuidade do mister André David é sem dúvida uma aposta que resulta do reconhecimento da competência, organização, ambição e alguém que se enquadra nos valores e filosofia do clube.

Em Maio, o técnico afirmou ao ‘Correio do Ribatejo’ que acreditava que o clube conseguiria construir um plantel competitivo e forte para atacar a subida à Liga 3. Confirma-se essa pretensão?

Queremos ganhar jogo a jogo, disputar em cada jogo os três pontos e no final fazer as contas. É preciso criar estabilidade e sustentabilidade e não esquecer que há cinco anos atrás estávamos a disputar o campeonato da segunda distrital.

Como está a ser formado o plantel que pelo que sabemos ainda não está fechado? Que jogadores se mantêm da época passada e quais são as aquisições para atacar a nova época?

Iniciamos os trabalhos no passado dia 8 de Agosto, ainda sem a totalidade dos jogadores uma vez que o mercado ainda está em aberto e podem ainda verificar- se interessantes oportunidades que motivem entradas ou saídas. Um plantel está sempre em construção e todos em avaliação permanente pelo que estamos perante uma realidade dinâmica.

A aposta na formação que o clube tem vindo a fazer já terá reflexos no plantel sénior da próxima época?

Ter jogadores da formação e de Santarém no plantel sénior é uma missão que todos temos. Existe ainda uma grande diferença do ponto de vista competitivo entre o nível da formação do nosso distrito e as competições profissionais, sendo difícil a integração dos jovens nas equipas seniores que disputam estes campeonatos… Mas estamos a trabalhar nesse sentido, encontrando-se neste período vários jogadores da nossa formação integrados nos trabalhos da equipa sénior.

O Abel Herculano conhece bem o futebol que se pratica na região, primeiro como atleta e agora como técnico/ dirigente. Como vê as equipas que vão defrontar a União esta época e quais serão, no seu entender, as melhores preparadas para concorrerem com a turma scalabitana na corrida pela subida à Liga 3?

Em relação aos nossos adversários será sempre bastante difícil avançar com prognósticos até porque o nosso foco será sempre naquilo que poderemos fazer todos dias para melhorar, estamos, no entanto, preparados para defrontar seguramente equipas com qualidade, organizadas e com a mesma ambição que nós. Vai ser por isso certamente e a par dos outros anos uma competição muito disputada, sendo que apenas quatro clubes conseguirão o acesso à Liga 3, de um conjunto de 56.

O clube considera importante o envolvimento da massa associativa, das empresas e instituições da região. O que tem vindo a ser preparado neste campo para a próxima época?

Só faz sentido o crescimento e as conquistas desportivas do clube com o envolvimento da comunidade, empresas, instituições da cidade. Nesse sentido, temos contado com o apoio da câmara municipal, junta de freguesia da cidade, da estação zootécnica da Fonte Boa, de algumas empresas e, este ano, dos restaurantes da cidade que fornecem as refeições aos atletas. Toda a ajuda é bem-vinda!

A menos de 15 dias da estreia oficial, frente ao Clube Gavionense, em jogo a contar para a 1.ª eliminatória da Taça de Portugal, a equipa está preparada e competitiva para entrar ‘com o pé direito’?

Em relação ao início da competição esperamos, sem dúvida, estar já num nível que nos permita atingir um dos objectivos para a época, chegar o mais longe possível na Taça de Portugal.

Aproveito para convidar toda a massa associativa e adeptos a estarem presentes no dia 11 de Setembro, pelas 15h00, no Campo Chã das Padeiras. Será, para nós, importante poder contar sempre com esse apoio.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…