Ribatejanos doaram mais de 58 toneladas de alimentos ao Banco Alimentar de Santarém

A população da Lezíria do Tejo doou, nos dias 30 de Novembro e 1 de Dezembro, 58.364 kg de alimentos ao Banco Alimentar Contra a Fome de Santarém. Mais cinco toneladas que em igual período de 2018, onde foram recolhidos 53 toneladas de alimentos.

A recolha dos alimentos foi efectuada por centenas de voluntários e parceiros da Banco Alimentar de Santarém em super e hiper mercados da região. A recolha dos alimentos ainda pode ser feita através do site www.alimentestaideia.pt ou através da aquisição de vales no estabelecimentos comerciais.

A nível nacional, os Bancos Alimentares contra a Fome recolheram um total de 2.130 toneladas de alimentos, em mais de duas mil superfícies comerciais, de 21 regiões do país.

Os géneros alimentares recolhidos serão distribuídos, a partir da próxima semana, a 2.400 instituições de solidariedade social, que os entregam a cerca de 380 mil pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confeccionadas.

Em Portugal mais de 2,2 milhões de pessoas estão em risco de pobreza ou exclusão social (21,6% da população), de acordo com dados divulgados recentemente pelo INE.

O Banco Alimentar Contra a Fome foi criado em Portugal em 1991 com a missão de lutar contra o desperdício e distribuir apoio alimentar a quem mais precisa, em parceria com instituições de solidariedade e com base no trabalho voluntário.

A nível europeu, existem 290 Bancos Alimentares operacionais em 24 países, que, em 2018, distribuíram mais de 781.000 toneladas de alimentos – equivalentes a 4,3 milhões de refeições diárias, em parceria com 45.700 organizações sociais, beneficiando mais de 9,3 milhões de pessoas.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

Deixar uma resposta