Rui Barreiro na gestão da nova empresa pública FlorestGal

Rui Barreiro, vereador socialista na Câmara Municipal de Santarém, foi nomeado pelo governo para o Conselho de Administração da nova empresa pública de gestão e desenvolvimento florestal, FlorestGal.

Rui Barreiro vai cumprir funções de vogal com funções executivas na nova empresa pública do estado e o mandato vigora entre 2018 – 2020. A presidência da FlorestGal fica a cargo de José Medeiros, deputado socialista.

A apresentação da estratégia da Florestgal – Empresa de Gestão e Desenvolvimento Florestal, aconteceu esta quarta-feira, 20 de Março, em Figueiró do Vinhos, com a presença do primeiro-ministro, António Costa e o ministro da agricultura, Capoulas Santos.

António Costa, defendeu esta quarta-feira, que o desafio do Estado é transformar a grande ameaça que tem sido a floresta numa fonte de riqueza para o território. O primeiro-ministro considerou que a reforma da floresta é “absolutamente essencial”, para que esta “possa ser, como tem de ser, um factor de riqueza colectiva”.

Mas, para isso, “temos de saber gerir a floresta”, que nas últimas décadas foi sendo deixada crescentemente ao abandono ou entregue à exploração de espécies de crescimento rápido por “alteração profunda da demografia no interior do país e uma estrutura marcada pelo minifúndio e microfúndio”, acrescentou.

A FlorestGal, que é a primeira empresa pública de gestão e desenvolvimento florestal, tem como finalidade contribuir para a sustentabilidade da floresta, incentivando o planeamento e gestão sustentável, e também para um território mais resiliente aos incêndios e mais seguro para os seus habitantes.

Sediada no concelho de Figueiró dos Vinhos, um dos afetados pelos graves incêndios de 17 de Junho de 2017 no Pinhal Interior Norte, dispõe de 86 propriedades em 26 concelhos, num total de 14 mil hectares, e pretende incentivar o emparcelamento de terrenos para reduzir a fragmentação da propriedade e da produção.

Rui Barreiro é técnico superior do Ministério da Agricultura. Trabalhou na Inspecção Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, como Inspector e Engenheiro. No exercício de funções políticas já foi vereador e presidente da Câmara de Santarém. Foi Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural do XVIII Governo Constitucional, Director-Geral do Desenvolvimento Rural, Director Regional da Agricultura do Alentejo, e Gestor do Programa RURIS. Leccionou na Universidade Lusófona e no Instituto Politécnico de Santarém, Escola Superior de Gestão, como professor convidado, e foi monitor na Universidade de Évora. É delegado da Ordem dos Engenheiros no distrito de Santarém, é também perito Avaliador do Ministério da Justiça e, como voluntário, membro da direcção da Santa Casa da Misericórdia de Santarém.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS