“Santarém Abriga” quer dar uma nova vida aos animais de rua

A Escola Superior de Educação promoveu no passado dia 18 de Janeiro, um Workshop sobre os Direitos dos Animais que visou sensibilizar a comunidade escolar para a problemática dos animais abandonados, direitos dos animais e políticas locais. A apresentação do projecto “Santarém Abriga” foi um dos pontos altos da iniciativa.

O workshop iniciou com uma parte teórica onde se discutiram os direitos animais e apresentados testemunhos de cuidadores/as de rua. Na parte prática, os participantes tiveram a oportunidade de construir abrigos com resíduos recicláveis.

Durante a palestra foi apresentado o “Santarém Abriga” que é um projecto de cidadania ativa que visa implementar algumas das medidas que já feitas a nível legislativo, no âmbito dos direitos e promoção do bem estar animal. A implementação de abrigos para colónias de felinos que vivem nas ruas de Santarém, é também uma das preocupações do projecto.

Rosa Oliveira, técnica superior da Escola Superior de Educação de Santarém e uma das coordenadoras do projeto esclarece que o “Santarém Abriga” é um projeto aberto a contributos dos cidadão para dar dignidade aos animais de rua.

“Os cidadãos que se preocupam com esta temática podem dar um contributo válido e propor algumas soluções. É um projeto que visa o contributo de diverso agentes e de diferentes sensibilidades. Queremos respeitar e queremos o respeito para os animais em harmonia com o respeito pelas pessoas e também pela saúde pública”, explica a coordenadora.

O projeto existe desde de Setembro de 2018 e já conseguiu esterilizar alguns felinos de rua, em parceria com a Autarquia de Santarém, através de um programa CED (Captura, Esterilização e Devolução ao meio ambiente de animais de rua).

“Essas esterilizações foram conseguidas graças ao esforço de cuidadores e cuidadoras de rua que capturaram os animais. Em parceria com o município, que estabeleceu protocolo com clínicas veterinárias para as esterilizações, conseguimos devolver os animais ao meio ambiente. Esta foi uma primeira fase, agora estamos na expectativa e a reunir esforços para que estes programas CED possam ser continuados”, conclui a Rosa Oliveira.

Para além destes objetivos e projetos já realizados, o “Santarém Abriga” quer dar apoio às famílias com parcos rendimentos financeiros, para que estas possam aceder à esterilização dos seus animais de companhia de uma forma gratuita ou a custos muito reduzidos.

A iniciativa contou com a presença de alunos da Escola Superior de educação de Santarém e da Escola Secundária Ginestal Machado, docentes, cuidadores de rua e os técnicos e coordenadores do projecto “Santarém Abriga”.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS