A Comissão Técnica Independente (CTI) que está a estudar a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa decidiu considerar nove localizações para a construção do novo aeroporto e Santarém mantém-se como opção viável.

Entre as opções em estudo, estão as cinco opções que saíram da resolução de Conselho de Ministros, bem como outras quatro adicionais. A saber, as opções que já se conheciam são as seguintes: Aeroporto Humberto Delgado (AHD) + Montijo, Montijo + AHD, Campo de Tiro de Alcochete, AHD + Santarém e Santarém. Já as outras quatro opções são as seguintes: AHD + Campo de Tiro de Alcochete, Pegões, AHD + Pegões e Rio Frio + Poceirão.

A coordenadora-geral da CTI realçou que o aeroporto ideal tem de ser um ‘hub’ acessível, eficiente e sustentável.

Rosário Partidário falava na apresentação pela Comissão Técnica Independente (CTI) que está a decorrer hoje, em Lisboa, dos resultados das actividades desenvolvidas na primeira fase da Avaliação Ambiental Estratégica sobre o aumento da capacidade aeroportuária para a região de Lisboa.

“Estamos a trabalhar com três prazos: o longo prazo, o período de transição e o curto prazo”, afirmou.

Rosário Partidário explicou que será analisado “o que pode ser feito para resolver ou, pelo menos, minimizar os constrangimentos a curto prazo”, devendo seguir-se uma “solução em período de transição” e o de longo prazo.

Rosário Partidário destacou ainda sobre algumas das características do “aeroporto ideal”: “Ser ‘hub’ significa ter alta conectividade”, “capacidade de movimentos de expansão”, ser flexível e adaptável, bem como “economicamente viável” e com um “modelo de negócio forte e receitas diversificadas”.

Considerou ainda que o “aeroporto ideal” deve estar próximo do centro da cidade, ser multimodal e com múltiplos acessos alternativos, bem como ser servido por ferrovia.

Deve ainda ter, pelo menos, duas pistas com mais de três km com saídas rápidas, ser servido por “handlings” e “fronteiras super eficientes”, bem como ter áreas de segurança para novas energias como o hidrogénio ou utilizar energias renováveis.

Apontou ainda que a CTI reuniu com 33 entidades, entre os quais se inclui – segundo um ‘slide’ da apresentação – a ANA – Aeroportos de Portugal, a NAV Portugal – Navegação Aérea, a TAP, a EasyJet ou a Ryanair.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.