Sessenta pessoas foram autuadas por participarem em festas no passado sábado, em Santarém e em Rio Maior, desrespeitando o recolhimento imposto devido à pandemia da covid-19, tendo havido ainda três detidos em Benavente, indicaram hoje as forças de segurança.

No caso ocorrido em Santarém, além das coimas por incumprimento do dever de recolhimento às 32 pessoas que participavam numa festa de aniversário, a Polícia de Segurança Pública (PSP) aplicou ainda cinco coimas por falta de uso de máscara.

A PSP foi advertida por transeuntes que circulavam, sábado à noite, nas proximidades do edifício dos CTT, e muito perto da esquadra da polícia, tendo acabado com a festa.

PUBLICIDADE

No concelho de Rio Maior (distrito de Santarém), a Guarda Nacional Republicana (GNR) foi alertada para uma festa ilegal com 28 pessoas que decorria numa propriedade na localidade de Marmeleira, que terá sido alugada para o efeito.

“Além de se tratar de um evento não autorizado, os participantes não faziam o uso da máscara, nem garantiam o distanciamento social”, afirma um comunicado do Comando Territorial de Santarém da GNR.

As 28 pessoas identificadas têm idades entre 21 e os 33 anos e encontravam-se deslocadas do seu concelho de origem, tendo sido encaminhadas para os seus respetivos domicílios, acrescenta.

“Face ao incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, à violação da proibição de circulação entre concelhos e à inobservância das regras de distanciamento social e de realização de eventos, foram elaborados os respetivos autos de contraordenação”, afirma a GNR, sublinhando que “o cumprimento das medidas impostas pelo estado de emergência, no âmbito do combate à pandemia covid-19, é fundamental para conter a propagação do vírus”.

Também no sábado, militares do posto de Benavente da GNR detiveram três homens com idades entre os 17 e os 22 anos por incumprimento das medidas em vigor devido ao estado de emergência, já que se encontravam num grupo de seis pessoas que convivia na zona ribeirinha da vila.

Em comunicado, a GNR afirma que os três detidos não apresentaram qualquer motivo justificativo para se encontrarem na via pública, sendo que haviam já sido autuados na passada quinta-feira também por incumprimento do dever de recolhimento e advertidos que incorreriam no crime de desobediência se repetissem este comportamento.

“Durante a abordagem, estes três suspeitos colocaram-se em fuga, tendo sido intercetados e detidos, tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Benavente”, afirma a nota.

Os outros três elementos do grupo foram autuados por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário, acrescenta.

​​​​​​​A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.400.543 mortos no mundo, resultantes de mais de 108,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.411 pessoas dos 787.059 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…

Condutor não respeita ordem de paragem e foge durante 25 km à GNR

Um homem de 31 anos foi detido e aguarda julgamento em prisão…

GNR detém dono de café por violação do confinamento

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve, no sábado, o dono de um…