No assinalar do Dia Mundial do Ambiente [5 de Junho] permitam que felicite o Correio do Ribatejo por esta iniciativa e enfatize que a AR – Águas do Ribatejo, E.I.M., S.A. (AR) é uma empresa com elevadas responsabilidades ambientais e na preservação da biodiversidade.

A missão da AR tem ainda um forte impacto na saúde pública e na qualidade de vida de 150 mil pessoas nos sete municípios que servimos: Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Torres Novas. A empresa constituída em 2007, apenas com capitais públicos das autarquias, é a responsável pela gestão do Sistema Intermunicipal de Abastecimento de Água e de Saneamento da Lezíria do Tejo e do Almonda com um papel fundamental na protecção do ambiente e consequente sustentabilidade ambiental.

O modelo da AR foi inovador pelo facto de assegurar a gestão e a exploração das redes de Abastecimento e de Saneamento de Águas Residuais, nas vertentes em “alta” e em “baixa”, de vários Municípios, constituindo-se, portanto, como um sistema Intermunicipal.

A missão confiada à Águas do Ribatejo visa assegurar, por um lado, um serviço de excelência que garanta o fornecimento contínuo de água com qualidade e segurança. E por outro, a drenagem e tratamento de águas residuais nos municípios abrangidos com a devolução de efluente tratado às bacias do Tejo e do Almonda, contribuindo para o equilíbrio do Ciclo Urbano da Água.

PUBLICIDADE

Desde a sua criação, a AR realizou um vasto conjunto de investimentos nos sete Municípios, visando atingir níveis de serviço de excelência em todo o território. Esses investimentos são direcionados para as áreas e territórios com maiores carências do ponto de vista infraestrutural, numa ótica de equidade e solidariedade intermunicipal.
Uma das principais virtudes deste projeto foi a de conseguir captar um importante volume de financiamentos comunitários, os quais serviram para alavancar os cerca de 146 milhões de euros de investimento realizados até final de 2020.

Foram construídas ou remodeladas 40 Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), meia centena de Estações Elevatórias (EE) e quase 300 Km de novas redes de colectores. Nos sistemas de abastecimento de água, destacamos a construção e reabilitação de cerca de 50 captações, 67 reservatórios, 18 Estações de Tratamento de Água (ETA) e 260 Km de condutas nos sete concelhos do universo AR.

A concretização destes e de outros investimentos é absolutamente essencial para assegurar a sustentabilidade futura dos serviços e do meio ambiente, contribuindo de forma significativa para melhorar a qualidade de vida das populações e a atractividade dos territórios.

A fórmula empresarial adoptada pela AR possibilita uma gestão integrada e especializada dos sistemas de abastecimento de água e de saneamento nos municípios aderentes e permite obter economias de escala, de gama e de processo, integrando soluções, que seriam mais dispendiosas se assumidas individualmente por cada município.

Um dos principais desafios da AR era o de compatibilizar a necessidade de um grande volume de investimentos com a sustentabilidade financeira da empresa, mantendo as tarifas em níveis adequados e compatíveis com a realidade socioeconómica da região. A empresa manteve um dos tarifários mais económicos da região, que é único nos sete concelhos, e reforçou os apoios às famílias, empresas e instituições com os tarifários: social, famílias numerosas, autarquias e instituições. Em contexto de pandemia foram ainda criadas medidas de apoio específicas para as famílias, empresas e instituições mais atingidas.

Seguindo a máxima de que os recursos humanos são o património mais valioso de uma organização, os colaboradores da AR são incentivados para a busca permanente de conhecimento e para a valorização das suas competências. A AR aposta também na inovação, integrando a Comissão de Inovação da APDA. Na AR valorizamos a partilha de conhecimento com as universidades e centros de investigação nacionais e estrangeiros, procurando antecipar soluções para as necessidades que prevemos a curto e médio prazo.

A AR tem também uma forte responsabilidade ambiental perante as comunidades onde garante serviços essenciais e nesse sentido reforçou as campanhas de sensibilização, em parceria com a DECO e a associação ambientalista ZERO, para o uso eficiente da água, boas práticas ambientais e consumo da água da torneira nas rádios, jornais, redes sociais e nas várias plataformas de comunicação com os clientes e consumidores.

Francisco Oliveira
Presidente do Conselho de Administração da AR
Presidente da Assembleia Geral da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas APDA
Vice Presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo CIMLT
Presidente da Câmara Municipal de Coruche

PUBLICIDADE
Leia também...

Chuva está de regresso e coloca Santarém sob aviso amarelo

A chuva está de regresso ao distrito de Santarém a partir desta…

GNR recupera Bufo Real em Almoster

A Equipa de Proteção da Natureza e Ambiente do Destacamento Territorial da…

Aviso amarelo para o distrito de Santarém devido a temperaturas baixas

O tempo frio levou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera…

Bombeiros de Santarém recolhem 114 toneladas de equipamentos eléctricos usados

13 associações do distrito de Santarém.