Sindicato exige intervenção imediata nas instalações da GNR de Coruche

A Associação dos Profissionais da Guarda – APG/GNR exige o início imediato das obras de requalificação do Destacamento Territorial de Coruche.

A reivindicação surge na sequência de um conjunto de visitas realizada nos dias 21 de 22 de Março, por parte de uma delegação de dirigentes daquela associação no sentido de aferir os problemas sentidos pelos profissionais.

Segundo o comunicado enviado ao Correio do Ribatejo, a delegação do APG/GNR informa que reuniu com “o Presidente da Câmara Municipal de Coruche, tendo como tema principal a demora nas obras de reabilitação do Destacamento Territorial de Coruche e o parco funcionamento do Posto Territorial de Couço”.

Na mesma nota, a APG/GNR considera “ser uma afronta que a demora no início da obras de 1ª prioridade” e adianta ainda que causa “estranheza a falta de informação que decorre sobre tal situação.”

A Associação conseguiu ainda apurar que as obras “não irão decorrer no presente ano, sendo que estas já deveriam ter tido início durante o ano de 2017”.

Perante a falta de resposta do Governo, a APG/GNR diz não poder “admitir a falta de palavra e compromisso legislativo assumido, assim como o incumprimento de uma Lei devidamente promulgada, exigindo que o início dos trabalhos tenha lugar o quanto antes e que, aquando das mesmas, estejam garantidas as condições de segurança dos profissionais que lá prestam serviço, bem como dos cidadão que recorrem a estas instalações”.

O sindicato acrescenta ainda que os “objetivos orçamentais e financeiros não se podem sobrepor aos direitos dos profissionais e dos cidadãos, sendo cumpridos à custa do desinvestimento em infraestruturas e meios materiais e humanos, contrariamente ao que é apregoado pelo Sr. Ministro que tutela o MAI”.

A delegação visitou ainda o Posto Territorial do Couço, no concelho de Coruche, no qual considera que “deverá ser dotado de meios humanos e materiais suficientes, por forma a garantir o seu funcionamento durante 24 horas e assim dar uso à infraestrutura que foi melhorada através do Município de Coruche”.

A APG/GNR termina a nota a exigir o “início imediato das obras de requalificação do Destacamento Territorial de Coruche” porque segundo o sindicato “dois anos foram mais que suficientes para a elaboração de projectos, concurso público, adjudicação da empreitada e inícios dos trabalhos que há décadas se anseia.”

PUBLICIDADE

W3Schools

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS