Susana Feitor é ‘trunfo’ da lista de Nobre nas eleições para a FPA

Susana Feitor, a atleta portuguesa mais medalhada na marcha, é o principal ‘trunfo’ da candidatura de António de Carvalho Nobre à Federação Portuguesa de Atletismo, que aposta nela para responsável pela alta competição.

O currículo da antiga marchadora natural de Rio Maior é vasto e variado, não só na vertente de atleta como também de dirigente e mesmo treinadora, nunca deixando de estar ligada à modalidade e ao movimento olímpico, desde que se iniciou, ainda juvenil. Se a lista de António de Carvalho Nobre vencer as eleições, em 31 de Outubro, Susana Feitor fica como vice-presidente com a sempre difícil área do alto rendimento e selecções nacionais.

Agora com 45 anos, Susana Feitor passou grande parte da sua vida ligada à marcha e ao desporto em geral. Com 14 anos, era recordista nacional absoluta e, com 15, surpreendeu ao ser campeã mundial de juniores. Como atleta, teve uma carreira brilhante, com várias medalhas – destaque para o bronze no Mundial de 2005 – e recordes e participou em cinco Jogos Olímpicos consecutivos, o que é a segunda melhor sequência de um desportista luso.

PUBLICIDADE

Ao dirigismo chegou através da Comissão de Atletas Olímpicos, passando depois para membro do executivo do COP e do Conselho Nacional do Desporto. Chefiou ainda as duas últimas missões lusas às Universíadas. Ainda na fase final da carreira como marchadora, integrou a direcção da FPA como vogal, mas viria a demitir-se por divergências com o colectivo em estava integrada. No seu rico e variado currículo não falta sequer a experiência de treinadora, tendo estado nos últimos europeus e mundiais ao serviço da Federação Norueguesa de Atletismo.

A nível académico, Susana Feitor é licenciada em Gestão das Organizações Desportivas e formadora líder para a língua portuguesa no programa “Athlete365Career+” do Comité Olímpico Internacional (COI).

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS