O surto de covid-19 que infetou 56 pessoas, entre utentes e funcionários, de um lar em Casal dos Bernardos, concelho de Ourém, está terminado.

“Está terminado. Não registámos, felizmente, nenhuma vítima mortal”, afirmou Faustino Lopes, gerente do lar Geração de Elite, onde, em 05 de novembro, foi conhecido que um surto do novo coronavírus tinha infetado 56 pessoas, todos os 41 utentes e mais 15 funcionários.

Segundo o gerente, os utentes “foram testados na segunda-feira e mantêm-se todos negativos”, o mesmo sucedendo com os funcionários que ainda em novembro também testaram negativo ao novo coronavírus. Então, em 15 dos 18 trabalhadores foi confirmada a infeção.

PUBLICIDADE

“O importante é dizer que, apesar de todos os utentes terem ficado infetados, não houve ninguém a necessitar de internamento em cuidados intensivos”, declarou Faustino Lopes, assinalando que “há pessoas com 100 anos no lar que resistiram à doença”.

Parte dos utentes não revelaram sequer sintomas, adiantou o responsável do lar.

O gerente garantiu ainda que o lar “continua a tomar todas as medidas para que funcione em perfeitas condições” e que as visitas só podem ser feitas com marcação, “mas utentes e familiares estão isolados e falam através de uma vitrina”.

Em 05 de novembro, em comunicado, a Câmara de Ourém, anunciou que exames de diagnóstico “confirmaram que 56 trabalhadores e utentes testaram positivo para Sars-Cov-2, encontrando-se a maioria deles em situação considerada assintomática”.

Na ocasião, o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, esclareceu que o lar onde ocorreu este surto “está legalizado” e tinha “sido vistoriado duas vezes pelos serviços municipais e de outras entidades desde que a pandemia eclodiu”.

“Na primeira vez foram sugeridas várias correções e na segunda vistoria estavam ultrapassadas”, referiu, destacando que este era “o primeiro grande surto no concelho”.

No mesmo dia, Ana San-Bento, delegada de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo, explicou que o surto foi “detetado no âmbito do rastreio de contactos de um caso positivo para covid-19”.

“No seguimento deste caso, que era de um utente do lar, fizemos o rastreio e hoje recebemos o resultado de que 15 funcionários e 41 utentes estão infetados pelo novo coronavírus”, disse então Ana San-Bento.

De acordo com informação disponibilizada na sexta-feira no ‘site’ do Município de Ourém, o concelho registou desde o início da pandemia, em março, 838 casos de covid-19, tendo recuperado da doença 587 pessoas.

Dez pessoas morreram devido ao novo coronavírus, mantendo-se àquela data 241 casos ativos no concelho.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…