Três pessoas morreram e 28 ficaram gravemente feridas nos 850 acidentes registados durante a Operação “Páscoa 2022″ da GNR, que deteve mais de 200 condutores por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue considerada crime.

Em comunicado, a GNR informa que na Operação “Páscoa 2022”, que decorreu entre quinta e segunda-feira (dias 14 e 18), fiscalizou 25.614 condutores: 370 conduziam com excesso de álcool e, destes, 212 foram detidos por apresentarem uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l.

Foram igualmente detidos outras 109 pessoas por conduzirem sem habilitação legal.

Nas ações desencadeadas pelos militares da GNR foram registadas 5.969 contra-ordenações, 3.342 das quais por excesso de velocidade, 445 por falta de inspeção periódica obrigatória e 149 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização.

A GNR dá ainda conta de 131 contra-ordenações por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 279 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou cadeirinhas para crianças e 192 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Neste período, a GNR registou 850 acidentes rodoviários, de onde resultaram três vítimas mortais e 28 feridos graves.

Relativamente aos acidentes que envolveram vítimas mortais registadas pela GNR, ocorreram nos concelhos de Braga (despiste de velocípede), Vila Real (despiste de motociclo) e Monforte (despiste de ligeiro de passageiros).

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…