VI Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo

A associação Confraria Ibérica do Tejo no âmbito da sua actividade cultural, vai realizar o VI Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo.

Uma peregrinação fluvial de carácter religioso e cultural e que irá percorrer o Tejo, Tendo este ano o inicio no dia 31 de Maio em Malpica do Tejo e o final no dia 24 de Junho na Marina de Oeiras.

È um percurso de mais de 250 quilómetros que será percorrido sempre pelo rio. Terá 12 etapas e 53 paragens. Sendo o núcleo central do Cruzeiro constituído por três bateiras, tendo um deles perto de 100 anos e outro mais de 70 anos. Estes são barcos tradicionais dos pescadores avieiros e que foram eternizados por Alves Redol no seu livro “Os Avieiros”.

O Cruzeiro tem diversos objectivos um deles é celebrar e lembrar a memória do Tejo quando era um espaço a fervilhar de actividade e a verdadeira autoestrada para o transporte de mercadorias e de pessoas. Que ao longo do tempo foi perdendo a sua importância e actividade no transporte de bens e pessoas. Em Vila Velha de Ródão terá acabado com a chegada do comboio no final do século XIX e em Abrantes terá acabado em 1944 com a chegada da camioneta. Ficaram as comunidades piscatórias ao longo de todo o rio e que ainda hoje mantêm as as suas actividades de pesca.

Em virtude das dificuldades e dos perigos da navegação fluvial todas estas comunidades sempre tiveram um grande fervor religioso. Na sequência de um conjunto de estudos realizados pelo Instituto Politécnico de Santarém sobre os Avieiros e em conjunto com a Igreja Católica nasce a Nossa Senhora dos Avieiros e do Tejo, em honra de quem é realizado o Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo. A imagem da Nossa Senhora do Avieiros e do Tejo foi consagrada na catedral de Santarém, pelo bispo de Santarém e foi corada em Vila Velha de Ródão pelo bispo de Portalegre.

O Cruzeiro está também envolvido na candidatura da Cultura Avieira a Património Mundial.

O VI Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo conta com o apoio de mais de 150 entidades ao longo do Tejo, entre elas câmaras, juntas de freguesia, paróquias. Entidades como o Ministério do Ambiente, o Ministério da Administração interna, Ministério da Defesa, a Guarda Nacional Republicana, (a divisão do Sepna que costuma acompanhar todo o Cruzeiro), a Marinha, (dois botes dos Fuzileiros têm acompanhado todo o percurso nos últimos anos), a Capitania do Porto de Lisboa, conta também com o apoio de associações, colectividades e empresas ao longo do Tejo. Da mesma forma que para passar três barragens e dois açudes conta com o apoio de câmaras e empresas.

De referir que o V Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo que se realizou em 2017 teve ao longo de todo o evento uma participação de 8.025 pessoas ao longo das etapas, enquanto no rio se foram juntando cada vez mais barcos perfazendo 240 embarcações no conjunto final. 

Na sequência de um dos conceitos da Confraria Iberica do Tejo, de que o Tejo é um rio Ibérico, este ano o VI Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo irá ter o seu inicio em Malpica do Tejo, junto da fronteira com Espanha e perto de Cedillo.

A Confraria Ibérica do Tejo é uma associação de carácter não reivindicativo e o VI Cruzeiro Religioso e Cultural do Tejo tem um carácter religioso e cultural.

Programa

1ª Etapa, 31 de Maio

11h00 – Bênção e partia io Cruzeiro em Malpica io Tejo

13h30 – Perais

18h00 – Vila Velha ie Róião

2ª Etapa, 1 de Junho

11h00 – Bênção e partia io cruzeiro em Vila Velha ie Róião

11h30 – Santana

12h30 – Fratel

13h00 – Barragem do Fratel

16h00 – Barca

16h45 – Amieira do Tejo – Nisa

17h30 – Belver – Gavião

17h35 – Praia io Alamal

3ª Etapa, 2 de Junho

09h30 – Praia io Alamal

10h30 – Ortga

11h45 – Alvega

12h45 – Mouriscas

17h00 – Pego

18h00 – Rossio ao Sul do Tejo

4ª Etapa, 3 de Junho

09h00 – Rossio ao Sul io Tejo

10h00 – Tramagal

10h30 – Rio de Moinhos

11h00 – Amoreira

13h00 – Constância

15h30 – Praia io Ribatejo

16h00 – Tancos

16h30 – Arripiaio

17h30 – Vila Nova ia Barquinha

5ª Etapa, 8 de Junho

14h30 – Vila Nova ia Barquinha

15h30 – Pinheiro Granie

16h30 – Chamusca (Porto das Mulheres)

18h00 – Azinhaga – Golegã

6ª Etapa, 9 de Junho

09h00 – Azinhaga

10h00 – Alpiarça (Patacão)

11h30 – Vale de Figueira (Barreira ia Bica) – Santarém

13h30 – Ribeira de Santarém

15h30 – Alfange

16h00 – Caneiras

7ª Etapa, 10 de Junho

10h30 – Caneiras

11h00 – Benfca do Ribatejo (Cuccos) – Almeirim

16h00 – Porto de Sabugueiro

17h00 – Porto de Muge – Cartaxo

18h30 – Valada do Ribatejo (Procissão nocturna)

21h00 – Procissão Fluvial nocturna: Valada – Escaroupim

8ª Etapa, 16 de Junho

10h00 – Escaroupim

10h30 – Palhota

12h00 – Porto da Palha – Azambuja

9ª Etapa, 17 de Junho

10h00 – Porto ia Palha

12h00 – Vala do Carregaio

13h30 – Vila Franca de Xira

10ª Etapa, 22 de Junho

17h00 – Vila franca ie Xira

18h00 – Alhandra

11ª Etapa, 23 de Junho

16h00 – Alhandra

17h00 – Póvoa de Santa Iria

12ª Etapa, 24 de Junho

09h00 – Póvoa de Santa Iria

11h00 – Moita

14h00 – Lisboa

16h00 – Paço ie Arcos

18h00 – Oeiras

info,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS