VÍDEO | Cerca de meia centena de populares protestam contra maus cheiros em Alcanena

Apesar da manifestação convocada pelo SOS Alcanena ter sido cancelada por incumprimento dos prazos legais, cerca de meia centena de pessoas estiveram presentes num protesto não formal junto no cineteatro S. Pedro, em Alcanena, local onde decorreu a Assembleia Municipal.

A concentração que juntou populares e ambientalistas pretendeu demonstrar a insatisfação da população com mais um episódio de poluição atmosférica na vila.

Ricardo Rodrigues, do Movimento SOS Alcanena, esclareceu ao Correio do Ribatejo que este protesto é uma forma de alertar os responsáveis para um problema que se arrasta à várias décadas.

PUBLICIDADE

Armindo Silveira, da ProTejo -Movimento pelo Tejo, foi um dos ambientalistas presentes na concentração. O representante considera que este problema se arrasta à demasiados anos e relembra que apesar de protocolos feitos no passado entre as várias entidades os problemas relacionados com os maus cheiros subsistem.

A presidente da Câmara Municipal de Alcanena, Fernanda Asseiceira, lamenta a situação ocorrida no início do mês mas esclarece que o município está a fazer tudo o que é possível para debelar a situação.

O movimento SOS Alcanena tem em curso uma recolha de assinaturas para uma petição a enviar ao Comissário Europeu para o Ambiente e Assuntos Marítimos e Pescas, exigindo a intervenção da Comissão Europeia para “resolver com efeitos imediatos o problema de saúde pública que se vive em Alcanena”.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS