Vinhos do Tejo com pontuações “calorosas” em Agosto na Wine Enthusiast

De nove produtores do Tejo, há uma dúzia de vinhos em destaque na mais recente prova de Roger Voss, responsável pela avaliação dos vinhos portugueses na Wine Enthusiast e uma referência entre enófilos, críticos e curiosos do universo vínico. Publicadas no site da conceituada revista norte-americana este mês, as críticas são “calorosas” e as pontuações variam entre os 90 e os 93 pontos.

O destaque maior, com 93 pontos cada, vai para dois tintos, o ‘Terra Silvestre Grande Reserva tinto 2016’, da Agro-Batoréu, e o ‘Conde Vimioso Reserva tinto 2017’, da Falua, que conquistou também a atenção para o ‘Conde Vimioso Arinto branco 2018’, com 90 pontos. No patamar dos 92 pontos, está o ‘Falcoaria tinto 2016’, da Quinta do Casal Branco.

Seguem-se três referências com 91 pontos: o ‘Clavis Aurea Reserva tinto 2018’, da Quinta do Casal Monteiro; e dois monocastas de Merlot, o ‘Quinta da Lapa Merlot Reserva tinto 2016’, da Agrovia, e o ‘Tyto Alba Vinhas Protegidas Merlot tinto 2018’, da Companhia das Lezírias.

PUBLICIDADE

Também da Companhia das Lezírias e da marca homónima, o ‘Tyto Alba Vinhas Protegidas Moscatel Galego branco 2019’ chega nesta edição de estreia aos 90 pontos, assim como o ‘Forma de Arte Reserva tinto 2018’, da já mencionada Quinta do Casal Monteiro; o ‘Quinta da Lagoalva Alfrocheiro Grande Reserva tinto 2017’; o ‘Vale de Lobos Touriga Nacional Reserva tinto 2017’, da Quinta da Ribeirinha; e o ‘Quinta da Alorna Abafado 5 Years’, um monocasta de Fernão Pires, a casta mais expressiva da região Tejo.

Com uma boa prestação no que toca à certificação e às vendas, no mercado nacional, mas também na exportação, é caso para dizer que os Vinhos do Tejo estão de boa saúde e recomendam-se vivamente!

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS