A Câmara e o Museu Municipal de Coruche organizam a décima edição da Bienal de Coruche – Percursos com Arte, subordinada ao tema “Respirar Arte com Sustentabilidade”, que decorre entre os dias 18 de Setembro e 5 de Outubro.

“Esta edição vem reforçar a articulação simbiótica entre a obra artística e o espaço envolvente. Considerando a premência da divulgação da actividade cultural em cenário pandémico, a Bienal pretende, em contraciclo, integrar as obras no meio urbano e arquitectónico, aproximando público, artistas e cultura do ambiente ribeirinho. As normas de participação estão desde já disponíveis no site da Bienal”, destaca a organização.

Em 2021 a sustentabilidade é a palavra-chave e o tema que une mentes criativas à ciência. O desafio centra-se no desenvolvimento sustentável e na economia circular, reciclando-se resíduos e memórias que provoquem novas abordagens e soluções, traduzindo-se a sustentabilidade numa linguagem artística que resgate despojos do passado e recrie o presente, novo e sustentável. Assim, os artistas são convidados a procurar soluções inovadoras e originais pela aplicação de resíduos, tais como desperdícios alimentares e industriais, plástico, papel, materiais de uso doméstico em fim de vida, entre outros.

PUBLICIDADE

Sendo um concurso de instalações artísticas a concretizar ao longo de um percurso exterior previamente estabelecido, a décima Bienal dá ainda aos participantes a possibilidade de optarem pela intervenção em outdoor, à semelhança da edição de 2015. Ambos os tipos de intervenção serão distribuídos ao longo do percurso, apresentado em mapa anexo às normas de participação, podendo também ser visualizado nos sites da Bienal e do Museu, ou nas respectivas redes sociais.

Podem concorrer artistas nacionais ou estrangeiros, residentes em Portugal, com o máximo de dois projectos originais, apresentados em maqueta, desenho, montagem fotográfica ou outra forma que melhor se adeque à intenção do autor. A selecção dos projectos a concurso estará a cargo de um Júri constituído por um representante da organização, pelo curador da Bienal e por um artista ou professor de Artes Visuais convidado. Os critérios de selecção concentram-se na qualidade conceptual e formal do portefólio, na pertinência conceptual face ao tema proposto, na inovação do projeto a desenvolver, na criatividade e no respeito por boas práticas ambientais.

A concretização dos projectos seleccionados será apoiada financeiramente através de um subsídio de concepção e montagem no valor de 600 euros. Ao vencedor será atribuído um diploma e um subsídio ao desenvolvimento artístico no valor de 3000 euros. O Júri reserva-se ao direito de atribuir Menções Honrosas. Poderá ainda ser distinguido o autor da obra mais votada pelo público

. Os formulários de inscrição estão disponíveis no site da Bienal, no Museu Municipal de Coruche e ainda no respectivo site. Os projectos devem ser entregues na recepção do Museu até dia 22 de Agosto de 2021 (10h30-13h00/14h30-18h00, de terça a domingo) ou via e-mail (candidaturas@bienaldecoruche.org) até às 23h59 horas do mesmo dia.

PUBLICIDADE
Leia também...

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Feira Nacional da Agricultura realiza-se entre 9 e 13 de Junho em Santarém

A Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo (FNA) vai realizar-se entre 9…

“Inspiro-me muito nas minhas vivências e nas raízes em Alpiarça“

Joana Almeirante é natural do concelho de Santa Maria da Feira, mas…

Capela Dourada reabre ao público após obras de restauro e recuperação (c/vídeo)

A Capela Dourada, contígua à igreja de Jesus Cristo, reabriu ao público,…