“A música é o ar que respiro”

Miguel Barbosa é um cantor escalabitano, de 39 anos de idade, que está a participar no programa ‘Got Talent’ da RTP. O músico freelancer diz ter virtudes e defeitos, considera-se uma pessoa bem disposta, honesta, amigo do amigo, romântico por natureza e extremamente sensível. O que o levou a participar no programa televisivo foi a insistência da filha, apelo a que Miguel não conseguiu dizer que não.

Como é que surge a música na sua vida?
A música surguiu naturalmente na minha vida, até porque tive vários familiares músicos na família mais próxima, algo que influenciou inevitavelmente o meu percurso.

O Miguel fez alguma formação na área musical?
Sim, tive alguma formação mas não na área do canto. Tive aulas de piano desde os quatro anos de idade, tendo feito exame de admissão para o conservatório aos dez anos. Cheguei a frequentá-lo durante alguns anos, mas quis a vida que me apaixonasse pelo canto. Por isso, deixei de tocar de uma forma natural. Apesar de achar que não era um mau músico penso, muito honestamente, que tenho muito mais talento como cantor.

PUBLICIDADE

Quais são as suas referências musicais?
Tenho muitas influências, aliás até porque sou um pouco esquizofrénico a nível de gosto musical. Gosto sobretudo de boa música, no entanto, existem algumas bandas e artistas que me marcaram mais por uma ou outra razão. Bandas como Whitsnake, Queen, Led Zeppelin, Michael Bolton e num registo nacional, adoro Rui Veloso, identifico-me também bastante com a Rita Guerra. Adorava também o Beto, que era um amigo, uma pessoa com um coração enorme e haveria muitos mais para referir…

Quando foi a primeira actuação em público?
A minha primeira actuação como cantor, não consigo precisar a data ao certo, mas teria os meus 18 anos. Foi com uma banda de amigos que se juntou para ir tocar num bar. Era numa terra muito pequenina com um bar minúsculo, em que me lembro perfeitamente de estar a cantar e ter pessoas a meio metro da minha cara (risos).

O que o levou a participar neste programa televisivo?
A grande, grande, grande, grande insistência da minha filha, à qual não fui capaz de dizer que não.

Que balanço faz da experiência até ao momento?
É sempre uma boa experiência, acabamos por conhecer pessoas novas, algumas delas bastante talentosas e também ajuda a divulgar o nosso trabalho. Agora, na realidade, o sorriso da minha filha, a alegria dela, a expressão de orgulho que vi na cara dela, fez valer por tudo.

É cantor há cerca de 20 anos. Qual foi o concerto mais marcante?
Não consigo, muito sinceramente, identificar só um, felizmente tive a felicidade de já ter vivido alguns momentos bem bonitos e especiais.

O que é a música para si?
A música para mim é a minha vida, é o ar que respiro. A música e cantar é o único momento da minha vida em que consigo ser eu próprio e ao mesmo tempo sair fora de mim, é a única forma em que me consigo expressar exactamente como quero.

Que expectativa tem em relação ao futuro?
Tento ser uma pessoa positiva, e acho que vão surgir boas coisas, até porque tenho boas surpresas a caminho independentemente do percurso que me espere no ‘Got Talent’.

Onde é que podemos assistir a um espectáculo seu nos próximos tempos?
A melhor maneira de o saberem é fazerem uma visita ao meu facebook em https://www.facebook.com/mikebarbosacantor ou na minha página profissional https://www.facebook.com/miguelbarbosamusic

Que conselhos daria a alguém que quer seguir uma carreira na música?
Esforço, trabalho, dedicação e muita, muita preserverança.

Viagem de sonho?
É dificil escolher só uma, no entanto vou dizer Hawai pois é um sonho desde miúdo. Pelas ondas e pelo surf que é uma modalidade que adoro.

Música imprescindível?
Depende da situação e do momento.

Quais os seus hobbies preferidos?
Indiscutivelmente pesca e passear de mota.

Se pudesse alterar um facto na história, qual seria?
Na realidade não sei se teria coragem de mudar o que quer que fosse, até pelo receio do que isso pudesse influenciar e mudar na minha própria história.

O que mais aprecia nas pessoas?
Honestidade e frontalidade.

E o que mais detesta?
Hipocrisia e cinismo.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS