Na Gala dos Vinhos do Tejo 2021, apresentada por Teresa Batista da Confraria Enófila do Tejo e João Silvestre, director geral da CVR Tejo, foram entregues ‘Prémios Vinhos do Tejo’ à Adega de Almeirim (Empresa Dinamismo), Falua (Sustentabilidade) e Casal da Coelheira (Empresa Exclência).

O ‘Prémio Sustentabilidade’ foi entregue à Falua, uma distinção que Antonina Barbosa considerou representar “muito para nós e para toda a equipa”.

Ao ‘Correio do Ribatejo’, a directora-geral e winemaker assegurou: “na Falua trabalha-se muito todos os dias para que o nosso trabalho seja reconhecido. Este [prémio] é mais um que mostra que estamos no bom caminho. E a sustentabilidade, tal como muitas das outras áreas, são hoje para nós um factor muito importante pelo respeito pela natureza que depois se traduz em podermos fazer vinhos de grande qualidade”, frisou.

PUBLICIDADE
Antonina Barbosa

Prémio Sustentabilidade: Falua

Com uma preocupação constante em reduzir o impacto ambiental e preservar os recursos naturais das suas explorações agrícolas, a Falua assume uma estreita relação de respeito pela natureza. A sustentabilidade tem sido um compromisso que começa nas vinhas, com a produção de uva a sofrer uma intervenção mínima no uso de tratamentos para o controlo de pragas e doenças, e continua na adega sendo que foi o primeiro produtor a instalar painéis fotovoltaicos, de forma a minimizar o gasto de energia.

Ainda no campo dos produtores, destaque para a Adega de Almeirim que arrecadou o título de ‘Empresa Dinamismo’, o que para o enólogo Romeu Gonçalves “significa um orgulho muito grande”.

“É um trabalho que temos vindo a desenvolver ao longo dos anos e é muito importante para nós, porque indica que estamos no bom caminho”, disse ao ‘Correio do Ribatejo’ o enólogo da Adega de Almeirim ao receber o prémio.

Empresa Dinamismo: Adega Cooperativa de Almeirim

Mesmo no coração da região dos Vinhos do Tejo, encontramos um dos maiores produtores nacionais. Com uma aposta contínua na tecnologia, na formação da sua equipa e no acompanhamento técnico dado aos seus associados, a Adega Cooperativa de Almeirim é a prova de que a quantidade e a qualidade podem estar lado a lado. O aumento do volume de certificação dos seus vinhos tem sido uma constante e também isso contribui para o sucesso das suas vendas.

Já o Casal Coelheira foi eleito ‘Empresa Excelência’. “É o reconhecimento de um trabalho que foi iniciado pelos meus pais, que sempre me projectaram e apoiaram em todo este percurso que temos feito. Mas é também o reconhecimento do trabalho de toda a equipa”, afirmou o enólogo Nuno Falcão Rodrigues, do Casal da Coelheira, logo após ter recebido o Prémio Empresa Excelência.

“É uma equipa pequena porque somos uma empresa familiar, dedicada desde a vinha até à adega e o prémio é de todos nós. Eu simplesmente personifico o fruto desse trabalho e naturalmente é um orgulho muito grande poder ter este troféu hoje na mão”, vinca.

Empresa Excelência: Casal da Coelheira

A consistência na qualidade está presente em toda a gama de vinhos do Casal da Coelheira, tendo-lhe sido reconhecido o mérito dentro e fora de portas. Um projecto que resulta de uma paixão familiar, que conta já com cinco gerações e que tem conseguido uma aliança perfeita entre a tradição e a modernidade. Toda a sua gama de vinhos passou recentemente a estar classificada como vegan.
PUBLICIDADE
Leia também...

Mercadona cria 65 novos empregos com abertura de nova loja em Santarém

Em 2022.

Mercadona constrói maior bloco logístico da empresa em Almeirim

A Mercadona, maior cadeia espanhola de supermercados, anunciou que vai construir um…

‘Casa em Santarém’ nomeada para o prémio internacional de arquitectura

O projecto ‘Casa em Santarém’ da empresa dp arquitectos está nomeado para…

Moinho de Fau e Restaurante no Jardim das Portas do Sol colocados em hasta pública

A Câmara Municipal de Santarém vai realizar um hasta pública, no próximo…