Cumpriram-se neste domingo, dia 9 de Janeiro, cento e oito anos sobre a data de nascimento de Celestino Graça, um dos mais insignes ribatejanos cuja obra, pela sua relevância e grandeza, ainda hoje é referencial em toda a região.

No dia do seu 108º Aniversário Natalício, um grupo de amigos perpetuou a sua memória com a deposição de um ramo de flores na sua campa no Cemitério dos Capuchos em Santarém.

“Celestino Graça, pelo mérito da sua obra e pela valia dos seus ensinamentos, ainda hoje – quarenta e cinco anos após o seu infausto falecimento – constitui uma referência incontornável, pelo que muito nos apraz evocar a sua memória e afirmar a sua homenagem nesta efeméride”, referiu Ludgero Mendes, discípulo de Celestino Graça e presidente do Grupo Académico de Danças Ribatejanas.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.