António Costa inaugura novo centro escolar da Chamusca

O Primeiro-Ministro, António Costa, inaugurou esta terça-feira, 23 de Abril, o novo centro escolar da Chamusca que acolhe 200 alunos dos Jardins de Infância e Ensino Básico, assinalando assim o arranque do período lectivo.

O Centro Escolar da Chamusca representou um investimento na ordem de dois milhões de euros, financiado a 55% por fundos comunitários. O município, para além de assumir os restantes 45% de investimento, despendeu ainda mais 300 mil euros no recheio do espaço educativo, com cerca de 120 mil euros em mobiliário e 180 mil euros em equipamento informático.

As novas instalações contemplam cinco salas de Jardim de Infância, 10 salas de 1.º Ciclo do Ensino Básico e ainda diversas outras salas e áreas destinadas a áreas curriculares inovadoras como uma Sala Criativa, Sala de Artes, Sala de Música, Sala de Ciência, e Sala LAIC – Sala Inclusiva.

PUBLICIDADE

As outras principais valências desta escola são também o ginásio, uma biblioteca, refeitório, um recinto polivalente, um anfiteatro, gabinetes para docentes (professores e educadores de infância), salas para assistentes operacionais, e gabinete para atendimento aos encarregados de educação.

Na inauguração, António Costa, destacou a importância das escolas como uma “grande fonte de relações humanas e de aprendizagem colectiva”.

“A escola é um dos sítios mais importantes da nossa vida (…) e é absolutamente extraordinário este novo espaço e as condições que proporciona”, disse o governante na sua intervenção pública, tendo feito notar que a escola “é muito mais” do que um espaço.

A escola “é, sobretudo, as relações humanas e as pessoas que fazem a escola”, disse António Costa na Chamusca, acompanhado do ministro da Educação, tendo referido ser “comovente” ver “como se transformou uma escola centenária numa escola moderna para o século XXI”.

Depois de dois anos em obra, o presidente da câmara, Paulo Queimado disse que o novo Centro Escolar representa um “espaço de excelência para professores, funcionários e alunos”, tendo feito notar que o mesmo “proporciona a todos os alunos as mesmas oportunidades de aprendizagem, dentro das novas políticas de educação”.

Na visita demorada às salas de aulas e depois da interacção com alunos e professores, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, também presente na visita protocolar que marcou a inauguração do novo Centro Escolar da Chamusca, lembrou que, neste momento, “500 escolas em todo o país estão a ser construídas ou requalificadas”, tendo apelado aos estudantes que enchiam o auditório para que escolhessem um livro para ler, não deixando passar em claro o Dia do Livro, que hoje se assinala.

António Costa, que não respondeu às perguntas dos jornalistas, concluiu a sua intervenção destacando a importância da “modernização” dos espaços educativos e das “novas ferramentas que fazem e permitem fazer algo de absolutamente extraordinário”, tendo reiterado como fundamental a relação entre as pessoas.

“O mais importante é mesmo preservarmos aquilo que a escola tem sido sempre: uma grande fonte de relações humanas e de aprendizagem colectiva”, concluiu.

Foto: CM Chamusca

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS