João Letras, da equipa de ciclismo ASFIC Grupo Parapedra/Dinazoo/Riomagic, venceu individualmente o Grande Prémio de Castro Verde, trazendo para casa a camisola amarela e a boa classificação dos restantes oito atletas da equipa permitiu à equipa venceu também esta prova colectivamente.

O Grande Prémio de Castro Verde, decorreu no fim-de-semana de 26 e 27 de Junho, prova em que alinharam a partida 148 ciclistas em representação de 25 equipas nacionais.

A formação riomaiorense participou neste grande prémio com nove unidades da sua equipa composta por Rui Rodrigues, João Letras, Jorge Letras, Daniel Ferreira, Edgar Oliveira, Hélder Pereira, Paulo Simões, Gonçalo Filipe e Davide Garrido. A prova foi composta por 2 etapas, uma etapa em linha de 93 km e um contra-relógio por equipas de 24 quilómetros.

A primeira etapa iniciou pelas 16h00 do dia 26, com saída da localidade de Casével e chegada a Castro Verde, onde o calor se fez sentir e criou algumas dificuldades ao pelotão. A etapa andou sempre a grande velocidade, com a ASFIC a tentar controlar o pelotão. A faltar cerca de 40 quilómetros para a meta, deu-se uma fuga com cerca de 10 ciclistas onde também estavam dois atletas da ASFIC. A fuga ganhou alguma distância e a ASFIC resolveu impor um ritmo forte no pelotão, com o intuito de endurecer a corrida, causar algumas dificuldades no pelotão e anular a fuga. Após a fuga ser anulada e o pelotão ficar bastante reduzido, contando apenas com cerca de 30 atletas, a equipa tentou sempre controlar o pelotão para não permitir mais fugas. A vitória acabou discutida ao Sprint, com o João letras da ASFIC, a conseguir cortar a meta em 1º lugar e vencer a etapa. Rui Rodrigues cortou a meta em 7º lugar, com o mesmo tempo do João Letras.

PUBLICIDADE

João Letras vestiu a camisola Amarela, líder da classificação individual, venceu também no escalão de elites e Rui Rodrigues o 2º M40. Colectivamente a equipa também obteve o 1º Lugar.

Para a segunda etapa, no dia 27, o CRE, a equipa partia como líder da classificação individual e colectiva, e por isso era a última equipa com ordem de saída para o contra-relógio entre a localidade de Entradas e Castro Verde. A equipa tinha como missão tentar tudo por tudo para não perder a liderança e assim vencer o grande prémio. Logo no primeiro quilómetro percorrido a equipa sofreu um percalço com uma avaria mecânica do Rui Rodrigues, que o afastou da corrida, causando alguma apreensão e
nervosismo. A equipa não baixou os braços e os atletas lutaram com garra e determinação, conseguindo alcançar o 2º lugar na etapa, a 3 segundos da equipa vencedora, mantendo assim a liderança na geral individual e colectiva.

João Letras também foi líder da camisola Branca (Elites) e Paulo Simões subiu ao 3º lugar do pódio no escalão M40.

“Congratulamo-nos e estamos orgulhosos dos nossos atletas pelos resultados obtidos. É um enorme orgulho vencer a geral individual e colectivamente, o que demonstra não só a excelente qualidade, entrega, dedicação, espírito de sacrifício e entreajuda dos atletas da ASFIC, mas também a união, amizade e harmonia da equipa”, refere a direcção da equipa.

“Dedicamos a vitória a todos os nossos patrocinadores os resultados obtidos e agradecemos todo o apoio e ajuda que nos prestam, pois sem eles jamais conseguiríamos obter estes resultados”, conclui.

PUBLICIDADE
Leia também...

Atleta do Santarém Basket Clube morre aos 13 anos de idade

Henrique Francisco, atleta do Santarém Basket Clube, faleceu no passado domingo, 11…

Benfica do Ribatejo incrédulo com decisão da Associação de Futebol de Santarém

O Grupo Desportivo de Benfica do Ribatejo está incrédulo com a resposta…

Árbitro ribatejano apita jogo entre Estrela da Amadora e SL Benfica

João Bento, árbitro da Associação de Futebol de Santarém, vai apitar o…

A festa dos adeptos do Sporting em Almeirim (C/FOTOS)

O Sporting Clube de Portugal sagrou-se campeão nacional, na noite do passado…