Vários voluntários estão a mobilizar-se para recolher bens de primeira necessidade (comida, roupa e medicamentos, entre outros) para ajudarem os seus compatriotas que ainda estão na Ucrânia ou que pretendem sair do país, actualmente sob ataque da Rússia.

No caso de Santarém, a autarquia cedeu um espaço na antiga Escola Prática de Cavalaria (sala multiusos anexa ao Convento de São Francisco) para a recolha e armazenagem de bens, que já está a ser utilizado pelos voluntários.

Na última reunião da Assembleia Municipal, realizada na semana passada, o presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, reafirmou que “o Município de Santarém se encontra totalmente disponível para receber pessoas oriundas da Ucrânia”.

“Relembro que já em anos anteriores, nos prontificámos imediatamente e recebemos, refugiados vindos de outros países do médio oriente”, recordou o autarca, solidarizando-se com todos os ucranianos.

A Câmara Municipal do Cartaxo em articulação com a comunidade ucraniana residente no concelho, promove, a partir de dia 1 de março, uma campanha de solidariedade a favor da população ucraniana que pretende recolher produtos de higiene, bens alimentares, roupa, calçado e artigos de saúde.

Os bens podem ser entregues na loja 6 dos quiosques em frente à Praça de Touros, todos os dias, das 16h00 às 21h00.

A abertura da loja será assegurada por voluntários e contará com o apoio da área de Acção Social e Saúde da Câmara Municipal do Cartaxo. Os bens recolhidos serão entregues no Centro Paroquial da Batalha e enviados para a Ucrânia através da Cruz Vermelha Ucraniana.

João Heitor, Presidente da Câmara Municipal, apela à participação nesta campanha, à solidariedade com a população ucraniana, e manifesta o desejo de que a invasão termine brevemente, podendo ser restabelecida a paz e o diálogo.

Em Almeirim, o presidente da autarquia, Pedro Ribeiro, reuniu este fim de semana com vários elementos da comunidade Ucraniana que residem no concelho. A reunião, promovida pelo Pastor Jorge Nobre, responsável pela Proabraçar, incluiu ainda, além do município, o CLAIM – Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, e a Santa Casa da Misericórdia de Almeirim.

“Para além das questões de solidariedade falámos do que em conjunto podemos fazer para ajudar quem necessita de apoio. Concordámos, todos, que as situações de apoio vão ficar concentradas na Proabraçar uma vez que é a IPSS que gere em Almeirim o CLAIM – Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes”, referiu Pedro Ribeiro, acrescentando que vai sinalizar esta disponibilidade ao Governo Português.

Também o Município da Chamusca e as Juntas de Freguesia do concelho (Carregueira, Chamusca e Pinheiro Grande, Parreira e Chouto, Ulme, Vale de Cavalos) estão solidários com o povo ucraniano e associam-se à recolha de bens da Comunidade Ucraniana organizada de Santarém.

Os bens podem ser doados nas redes e delegações das Juntas de Freguesia do concelho da Chamusca. A entrega será posteriormente feita pelo Município da Chamusca na Ex-Escola Prática de Cavalaria em Santarém, já separada.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…