Bombeiro de Coruche apanhado a conduzir ambulância com 1,9 g/l de álcool no sangue

Um operacional dos Bombeiros Municipais de Coruche foi detectado, no dia 29 de Dezembro, a conduzir uma ambulância em marcha de urgência com uma taxa 1,9 gramas de álcool por litro no sangue.

O bombeiro, de 32 anos de idade, foi mandado parar pela patrulha da GNR devido à condução irregular da viatura que conduzia e que tinha sido accionada para um acidente de viação em Santana do Mato, no concelho de Coruche.

Após ser dada ordem de paragem à ambulância, os militares que se encontravam a proceder a uma operação Stop às portas de Coruche, realizaram o teste do balão ao bombeiro que registou uma taxa de 1,9 gramas de álcool por litro no sangue. O homem acabou detido e conduzido ao Posto Territorial da GNR de Coruche.

PUBLICIDADE

O operacional encontra-se agora suspenso de funções na corporação e impedido de conduzir por ordem decretada pelo Tribunal. O bombeiro enfrenta ainda um processo de inquérito, que poderá resultar na expulsão do corpo de bombeiros. O mesmo individuo já teve comportamentos semelhantes no passado, um histórico que pode agravar ainda mais a situação.

Em declarações ao Correio da Manhã, Luís Fonseca, comandante dos Bombeiros Municipais de Coruche, afirma que este foi um “caso pontual” e não reflecte o corpo de bombeiros.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS