Câmara de Almeirim aprovou contas de 2019 com saldo de gerência de 2,6 milhões de euros

A Câmara de Almeirim aprovou esta segunda-feira, 20 de abril, as contas de 2019, que revelam uma execução superior a 85% e um saldo de gerência de 2,6 milhões de euros.

O relatório das contas de 2019 foi aprovado pela maioria socialista com a abstenção da CDU, sendo que o saldo de gerência vai reforçar o orçamento de 17,8 milhões de euros deste ano, disse Pedro Ribeiro à Lusa.

A dívida da Câmara de Almeirim ronda os 6 milhões de euros, sublinhando Pedro Ribeiro que este valor, um dos mais altos dos últimos anos, é “perfeitamente controlável” e deve-se, em grande parte, a aquisição de património, já que o município praticamente não tem dívidas a fornecedores, pois está a pagar a três dias.

PUBLICIDADE

Pedro Ribeiro afirmou que, em relação a 2020, o município tem “alguma margem”, estando, devido às medidas que tem vindo a adoptar fruto da pandemia da covid-19, a “fazer opções”.

Essas opções passam por colocar o dinheiro que estava orçamentado para festas, almoços de idosos, apoio a actividades de clubes, colectividades e associações para apoios sociais e prevenção. Como exemplo, apontou o facto de, este ano, o apoio social ir crescer dos cerca de 400 para os 1.200 euros/ano por agregado.

Pedro Ribeiro afirmou que o orçamento de 2019 permitiu a concretização de várias obras que beneficiam de apoios comunitários, como acontece com as escolas, num investimento que rondou os 700 mil euros, e o crematório.

Devido à pandemia, esta infraestrutura acabou por ser acelerada dada a ausência, na região, deste tipo de resposta, a mais recomendada para os casos de óbito pela covid-19, prevendo que o crematório possa entrar em funcionamento no mês de maio, declarou. O Crematório Municipal, situado junto ao cemitério e que será gerido pela Junta de Freguesia de Almeirim, representou um investimento de cerca de 450 mil euros.

Em 2019, foi ainda concluída a mudança de toda a iluminação pública do concelho por sistema LED, num investimento superior a 1,2 milhões de euros, que “permite poupar centenas de milhares de euros/ano e evitar lançar para a atmosfera centenas de quilogramas de CO2”, acrescentou.

O autarca referiu ainda a conclusão das obras nas piscinas municipais, um investimento superior a 500 mil euros, e a inauguração do novo edifico do Tribunal, cujas obras foram realizadas pelo Ministério da Justiça num edifício adquirido pelo município.

Na reunião do executivo municipal foi ainda aprovada, por unanimidade, a atribuição da Medalha Municipal de Mérito Desportivo Grau ouro a Márcio de Jesus Sampaio pelos títulos conquistados no Flamengo.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS