A Câmara Municipal de Santarém decidiu renovar o protocolo com o programa Eco-Escolas, desenvolvido pela ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa, permitindo assim dar continuidade ao apoio às escolas aderentes a este Programa, através da atribuição global de 910,00 euros (70,00 euros por escola).

A decisão, aprovada por unanimidade, na reunião do Executivo de 10 de Janeiro, vai permitir dar continuidade ao apoio às escolas aderentes ao programa Eco-Escolas, no presente ano letivo, nomeadamente, à E.B 2,3 Alexandre Herculano, EB 2,3 de Alcanede, à EB 2,3 D. Manuel I, de Pernes, ao Centro Escolar de Alcanede, à EB 2,3 D. João II, ao Centro Escolar Salgueiro Maia, à EB de Perofilho, à EB de Vale de Figueira, à Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, à EB 2,3 Mem Ramires, ao Centro Escolar do Sacapeito, à EB dos Leões e à EB do Pereiro.

Segundo o Município, o protocolo que tem como objectivo a colaboração do Município de Santarém na implementação e desenvolvimento do Programa Eco-Escolas no concelho de Santarém, enquadra-se nas competências da Câmara Municipal, previsto na alínea u) do nº 1 do artigo 33º da Lei nº 75/2013, de 12 de Setembro, de ”Apoiar actividades de natureza social, cultural, educativa, desportiva, recreativa ou outra de interesse para o Município, incluindo aquelas que contribuam para a promoção da saúde e prevenção das doenças.

Leia também...

Docente do IP Santarém recebe menção honrosa internacional

Premiado projecto “Escape Room: Ideia de inovação e Desenvolvimento”.

Agrupamento de Escolas Ginestal Machado com mais de 300 estudantes positivos à Covid-19

Agrupamento vai realizar um testagem massiva.

Alunos e professores estreiam novas instalações da Escola do Sardoal

Os alunos e professores da Escola Básica e Secundária Drª Maria Judite…

VÍDEO | Escola D. João II, em Santarém, recebe Sala do Futuro

Foi inaugurada esta quinta-feira, 26 de Setembro, na Escola D. João II,…