Carnaval de Samora Correia promete maior folia do Ribatejo

O Carnaval de Samora Correia espera atrair 50 mil visitantes, assumindo-se como “o maior do Ribatejo”, sendo várias as iniciativas agendadas para esta época no distrito de Santarém.

De 1 a 6 de Março, em Samora Correia há corsos com carros alegóricos, grupos de animação, escolas de samba “despidas de preconceitos” e centenas de mascarados pelas ruas, encerrando a “folia” com o enterro do Santo Entrudo na noite de quarta-feira de cinzas.

Sem “fingir que é verão tropical”, a Linhaceira, no concelho de Tomar, promete um corso “original”, envolvendo toda a comunidade na recuperação do “gosto genuíno de brincar ao Entrudo”, como já há um século o fazia o povo da aldeia, afirma uma nota da organização.

Classificando o seu Carnaval como “o mais conceituado do Médio Tejo, atraindo um grande número de visitantes dos concelhos limítrofes”, a organização afirma que a iniciativa se realiza há quase 30 anos com carros, guarda-roupas e quadros “que têm a particularidade de serem todos eles criados e produzidos nesta aldeia tomarense e nalgumas das suas vizinhas”.

“Sem artistas famosos, nem sucedâneos de samba, o corso linhaceirense vive da sua própria genuinidade, com uma sarcástica visão do estado do mundo, desde o âmbito local ao global, que foi beber às antigas práticas do entrudo que sempre tiveram grande expressão naquela aldeia”, acrescenta.

O carnaval da Linhaceira assume-se como “sustentável”, pela “reutilização e reciclagem de materiais e de estruturas”, dando o exemplo da transformação de “um carro alegórico de grande dimensão, originalmente preparado para ser um cavalo de Tróia, sucessivamente numa galinha, num elefante ou num cisne”.

O corso, que percorre as ruas da aldeia na tarde de domingo gordo, conta com cerca de duas dezenas de carros alegóricos, diversos grupos organizados e alguns foliões individuais, realizando-se, de sábado a terça-feira, todas as noites, bailes, com momentos como a eleição do melhor mascarado ou o concurso de fatos de papel.

Em Santarém, de 01 a 05 de Março, os diversos corsos agendados têm por tema as alterações climáticas, “tendo em conta que são uma das maiores ameaças do século XXI, com consequências profundas e transversais a várias áreas da sociedade: económica, social e ambiental”, afirma uma nota do município.

Os carros alegóricos estão a ser preparados pelas associações culturais e desportivas do concelho, sendo que o primeiro desfile acontece na sexta-feira envolvendo cerca de 2.000 crianças das escolas do concelho, seguindo-se, à tarde, o “baile interinstitucional”, com Madeira Show, para cerca de 500 utentes das Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho, na Casa do Campino.

No sábado à tarde, no Jardim de São Bento, realiza-se o “Carnaval das famílias”, e, à noite, o Corso Nocturno, com as associações culturais e desportivas.

Domingo e segunda-feira, os festejos realizam-se nas sedes das freguesias, que organizam bailes e desfiles, havendo novo corso com as associações na terça-feira de Carnaval à tarde, no Jardim de São Bento.

As associações inscritas nos dois desfiles vão tratar temas como a “Imigração Ilegal…”, o “Tejo”, as “Alterações Climatéricas”, o “Aquecimento Global” e a “Poluição Marinha”.

Os três melhores grupos receberão prémios de 1.000, 700 e 400 euros e o que se mostrar “mais folião” e que “crie momentos de maior e melhor diversão e interacção com o público” receberá 600 euros.

Em vários concelhos, como Coruche, Cartaxo, Almeirim, Alpiarça, Entroncamento, as crianças das escolas saem à rua na sexta-feira, havendo bailes, festas e corsos um pouco por todo o distrito.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS