No âmbito da empreitada de remodelação e ampliação do Centro Escolar de Santa Maria – fase 1, estão em curso os trabalhos para execução das instalações provisórias, que passa pela instalação de oito salas de aulas, um refeitório e instalações sanitárias em módulos pré-fabricados, para as quais serão transferidos os alunos ao longo do decurso da obra, prevendo-se que essa transferência ocorra no início do próximo ano lectivo.

Decorrem, assim, duas empreitadas em simultâneo. Uma respeitante aos trabalhos complementares que consistem na implementação das infra-estruturas necessárias para o normal funcionamento das instalações provisórias, nomeadamente a execução das redes de abastecimento de águas, redes de drenagem de águas domésticas/pluviais e redes eléctricas e, ainda, a execução de zonas de circulação cobertas com a construção de telheiros, de forma a garantir as condições de segurança e de comodidade no espaço exterior e cujo contrato foi celebrado com a empresa Desarfate, pelo valor de 43.952,60 euros acrescidos de IVA. Outra referente à prestação de serviços para “Fornecimento e aluguer de módulos pré-fabricados para a instalação de oito salas de aula, um refeitório e instalações sanitárias no Centro Escolar de Santa Maria em Torres Novas”, prevista para um período de cerca de 13 meses e adjudicada à  firma Algeco, pelo montante de 71.663,68 euros acrescidos de IVA.

Deste modo, o investimento global afecto às instalações provisórias do Centro Escolar de Santa Maria supera os 115 mil euros.

PUBLICIDADE

A obra de remodelação e ampliação do Centro Escolar de Santa Maria (1.ª fase) foi entretanto adjudicada à empresa Comporto – Sociedade de Construções, S.A, pelo valor de 2.199.307,06 euros acrescidos de IVA e com um prazo de execução de 360 dias.

A construção do centro escolar será faseada, sendo o objecto da 1.ª fase a remodelação e ampliação da escola básica e portaria. Na 2.ª fase será efectuada a remodelação e ampliação do jardim de infância, ginásio e arranjos exteriores. Pretende-se com esta obra a maximização das condições de conforto, bem-estar, higiene e segurança, a promoção da integralidade do percurso escolar e do espírito de comunidade, a adopção de princípios de rigor na gestão de recursos, a sua modernização e adequação às novas necessidades, total adaptação a pessoas com problemas de mobilidade, sustentabilidade ambiental e eficiência energética.

O estabelecimento de ensino terá uma capacidade máxima de 489 alunos, composto por cinco salas de actividade pré-escolar através da construção de duas novas salas e da reabilitação das salas existentes, e de 14 salas de aula EB1 através da construção de seis novas salas e da reabilitação das oito salas existentes, acrescidas de diversos espaços comuns e complementares que adaptem o novo centro escolar aos conceitos estratégicos anteriormente referidos.

De recordar que, no âmbito de melhoramento do parque escolar nacional, o Município já promoveu diversos empreendimentos deste tipo, nomeadamente, os Centros Escolares de Assentis-Chancelaria, Pedrógão, Riachos, Meia Via, Olaia e Visconde S. Gião – Torres Novas. Em parceria com o Ministério da Educação foram, também, promovidas obras de remodelação e requalificação da Escola Básica EB 2,3 Dr. º António Chora Barroso e da Escola Básica EB 2,3 Manuel Figueiredo.

PUBLICIDADE
Leia também...

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…

Surto no CRIAL atinge todos os utentes residentes e já provocou um óbito

O Centro de Recuperação Infantil de Almeirim (CRIAL) tem um surto activo…

Loja da Cavalinho assaltada no Centro Histórico de Santarém

A loja do Cavalinho foi alvo de um assalto na madrugada desta…