Centros de Saúde da Lezíria com áreas dedicadas a doentes respiratórios

Os centros de saúde da Lezíria (distrito de Santarém) têm a funcionar, a partir de hoje, Áreas Dedicadas para Doentes Respiratórios (ADR), que passam a garantir o atendimento deste tipo de infecções, incluindo as provocadas pelo novo coronavírus.

Carlos Ferreira, coordenador do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria, disse que esta resposta vem “tirar dos circuitos normais dos centros de saúde” as pessoas que apresentam infecções respiratórias, evitando o contacto com doentes que apresentam outras patologias.

Com as ADR, passa a existir um espaço próprio para atendimento das infecções respiratórias, que incluem as gripes e a covid-19, nos centros de saúde de Almeirim, Alpiarça, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém (para já em S. Domingo e em Pernes), com funcionamento das 10:00 às 17:00 durante os dias úteis.

PUBLICIDADE

Aos fins de semana e feriados, Santarém assegura, entre as 09:00 e as 14:00, o atendimento também para os utentes de Almeirim e Alpiarça, sendo os da Golegã atendidos no centro de saúde da Chamusca, com os restantes a funcionarem igualmente entre as 09:00 e as 14:00, adiantou.

Para garantir a existência de circuitos autónomos, os municípios de Almeirim, Chamusca e Coruche disponibilizaram contentores “com todas as condições”, aguardando Santarém a colocação de dois contentores no centro de saúde situado em S. Bento e dois no de S. Domingos.

Carlos Ferreira afirmou que as ADR sucedem-se às cinco áreas dedicadas a despistagem da covid-19 (ADC) criadas em Março na Lezíria do Tejo.

O ACES Lezíria abrange os concelhos de Almeirim, Alpiarça, Cartaxo, Chamusca, Coruche, Golegã, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Santarém, num total de cerca de 200.000 utentes.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS