Foto ilustrativa

Alvega e Pinhão registaram esta terça-feira o valor mais elevado da temperatura máxima em Portugal Continental, com 45,6 graus centígrados, enquanto em 50% do território estiveram temperaturas iguais ou superiores a 40°C.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), entre as temperaturas máximas mais elevadas estiveram Alvega (Abrantes, Santarém) e Pinhão (Alijó, Vila Real) com 45.6°C, seguindo-se Tomar (Santarém), com 45.4°C e Lousã (Coimbra) com 45.2 °C.

“Até às (…) 18:00 do dia 22 de agosto de 2023, registaram-se no território do continente valores muito elevados da temperatura do ar”, frisou.

Além de valores de temperatura máxima do ar iguais ou superiores a 40°C em cerca de 50 % do território, registaram-se também temperaturas acima de 42°C em 15% do território, detalhou o IPMA no comunicado.

Valores de temperatura máxima do ar iguais ou superiores a 35°C ocorreram em cerca de 80 % do território, enquanto temperaturas iguais ou superiores a 30°C ocorreram “em praticamente todo o território”, com exceção de Cabo Carvoeiro, S. Pedro Muel, Santa Cruz, Cabo da Roca e Cabo Raso.

Em 20 estações foram ultrapassados os anteriores maiores valores da temperatura máxima para o mês de agosto: Pinhão (45,6°C), Tomar/Vale Donas (45,4°C), Lousã (45,2°C), Mirandela (43,8°C), Cabeceiras de Basto (43,5°C), Ansião (43,4°C), Nelas (42,8°C), Moimenta da Beira (42,5°C), Chaves/Aérodromo (42,4°C), Macedo Cavaleiros (41,5°C), Viseu/Aérodromo (41,1°C), Vila Real/Aérodromo (40,8°C), Miranda do Douro (40,8°C), Carrazeda (40,7°C), Bragança (40,6°C), Trancoso/Bandarra (40,1°C), Mogadouro (40°C), Vinhais (39,9°C), Luzim (39,8°C) e Montalegre (37,5°C).

Em sete destas estações – Tomar/Vale Donas, Cabeceiras de Basto, Nelas, Viseu/Aérodromo, Trancoso/Bragança, Luzim e Montalegre – “foram excedidos os anteriores extremos absolutos”.

“Esta situação deve-se à influência de uma massa de ar quente e seco com origem no norte de África, transportada na circulação resultante de um anticiclone localizado sobre o Golfo da Biscaia e de um vale depressionário centrado no sul da Península Ibérica, sendo reforçada por uma crista anticiclónica em altitude sobre a Península Ibérica”, destacou o IPMA.

“Este padrão atmosférico tem também favorecido o transporte de poeiras sobre o território do Continente, que se prevê que continuem a afetar o território até, pelo menos, ao final da presente semana”, acrescentou.

O IPMA referiu ainda que a “noite de 22 para 23 será ainda uma noite tropical em praticamente todo o território, podendo a média da temperatura mínima em todo o território superar a noite anterior”.

Para hoje “são ainda esperados valores muito elevados da temperatura máxima do ar, que será superior a 40°C em grande parte do território, em especial nas regiões mais interiores, podendo também a média da temperatura máxima superar a do dia 22”, salientou a mesma fonte.

A temperatura do ar é expectável que diminuía na quinta-feira, com valores de temperatura máxima em geral inferiores a 40°C, mas apenas inferiores a 30 °C na faixa costeira ocidental, enquanto na sexta-feira pevê-se uma nova descida da temperatura máxima, com valores inferiores a 30°C no Litoral Norte e Centro, entre 35 e 40°C na região Sul, vale do Tejo e Beira Baixa, e entre 30 e 35°C no restante território.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

O amargo Verão dos nossos amigos de quatro patas

Com a chegada do Verão, os corações humanos aquecem com a promessa…